sexta-feira, 20 de maio de 2011

RESUMO E COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 9 – UM TIÇÃO TIRADO DO FOGO


 
OBJETIVOS DESTA LIÇÃO -  Analisar os personagens envolvidos em Zacarias capítulo 3 que são: Josué; o sumo sacerdote, o Diabo, o Anjo do Senhor e os outros anjos do Senhor Deus. Analisar os sentimentos de Josué quando foi acusado de estar com as vestes sujas e como aceitou ser vestido pelo próprio Jesus, o Anjo do Senhor. E, nós também devemos aceitar as roupas da justiça que Deus nos oferece que é o perdão por nossos pecados que são confessados.

VERSO ÁUREO: “Então respondeu, aos que estavam diante dele, dizendo: Tirai-lhe estas vestes sujas. E a Josué disse: Eis que tenho feito com que passe de ti a tua iniquidade, e te vestirei de vestes finas.” Zacarias 3:4

Quem foi Zacarias e quando foi escrito o seu livro? - O ministério de Zacarias começou em 520 a.C, dois meses após Ageu haver completado sua profecia. A visão dos 1º capítulos foi dada, aparentemente, enquanto o profeta ainda era apenas um jovem. Ver Zac. 2: 4. Os caps 7-8 ocorreram dois anos mais tarde, em 518 aC. A referência à Grécia em  Zac. 9:13 pode indicar que os capítulos 9 à 14 foram escritos depois de 480, quando a Grécia substituiu a Pérsia como o grande poder mundial. As profecias que abrangem o Livro de Zacarias foram reduzidas à escrita entre 520 e 475 a.C. 
Pouco se sabe acerca do profeta Zacarias, cujo nome significa “O Senhor Se Lembra”, foi um dos profetas pós  exílio, como filho de Baraquias, filhos de Ido, ele era de umas das famílias sacerdotais da tribo de Levi. Zacarias foi um sacerdote que voltou a Israel com seu pai e avô no primeiro retorno. Zacarias é o único profeta menor identificado como sacerdote.


Sobre quem fala o livro de Zacarias? As Profecias sobre Jesus Cristo e a era messiânica são abundantes em Zacarias. Desde a promessa de que o Messias viria habitar em nosso meio (Zacarias 2:10-12, Mateus 1:23), ao simbolismo do Renovo e da Pedra (Zacarias 3:8-9, 6:12-13, Isaías 11:1; Lucas 20,17-18), à promessa de Sua Segunda Vinda, onde aqueles que o traspassaram iriam olhar para Ele e lamentar (Zacarias 12:10, João 19:33-37), Cristo é o tema do livro de Zacarias do início ao fim. Jesus é o Salvador de Israel, uma fonte cujo sangue cobre os pecados de todos os que vêm a Ele para a salvação (Zacarias 13:1; 1 João 1:7).
Por que a expressão: um tição tirado do fogo para referir-se ao sumo sacerdote Josué? “Mas o Senhor disse a Satanás: O Senhor te repreenda, ó Satanás, sim, o Senhor, que escolheu Jerusalém, te repreenda; não é este um tição tirado do fogo?.” Zacarias 3: 2
A história mostra que nesse período a profecia começou a cair em descrédito entre os judeus, dando entrada ao período inter-testamentário quando nenhuma voz profética duradoura falava ao povo de Deus. Foi neste contexto que o Diabo quiz diminuir o trabalho, não só dos profetas; mas, também dos sacerdotes na função de intercessores.
A cena é muito forte. Aparece o sumo sacerdote Josué em um tribunal sendo julgado. À sua esquerda está Satanás acusando-o dos seus pecados que o tornava indigno de ministrar perante o Senhor. Mas, para o conforto de Josué aparece um anjo, que é o próprio Jesus, que o absolve dos seus pecados. Jesus pronuncia as palavras. “Não é este um tição tirado do fogo?” Em outras palavras Jesus diz: “Josué e o povo de Israel estavam para ser queimados, devido os seus pecados, mas, Eu os tirei da fogueira e concedi-lhes a salvação.” Somente Deus pode salvar-nos dos nossos delitos e pecados. Louvado seja Deus por esta bênção!

DOMINGO – ZELOSO POR JERUSALÉM A cidade tem uma história que data do IV milênio a.C., tornando-a uma das mais antigas do mundo.  Jerusalém é a cidade santa dos judeus , cristãos e muçulmanos, e o centro espiritual desde o século X a.C. contém um número de significativos lugares antigos cristãos, e é considerada a terceira cidade santa no Islão. Apesar de possuir uma área de apenas 0.9 quilômetros quadrados (0,35 milhas), a cidade antiga hospeda os principais pontos religiosos, entre eles a Esplanada das Mesquitas, o Muro das Lamentações, o Santo Sepulcro, a Cúpula da Rocha e a Mesquita de Al-Aqsa. A cidade antigamente murada, um patrimônio mundial, tem sido tradicionalmente dividida em quatro quarteirões, ainda que os nomes usados hoje (os bairros armênio, cristão, judeu e o muçulmano) foram introduzidos por volta do século XIX,  a cidade velha foi indicada para inclusão na lista do patrimônio mundial em perigo pela Jordânia em 1982. No curso da história, Jerusalém foi destruída duas vezes, sitiada 23 vezes, atacada 52 vezes, e capturada e recapturada 44 vezes. Hoje, o status de Jerusalém continua um dos maiores problemas no Conflito israel-palestino. A anexação , por Israel, do leste de Jerusalém, em 1967, durante a Guerra dos Seis Dias, tem sido repetidamente condenada pelas Nações Unidas e órgãos relacionados,  e o povo palestino vislumbra o leste de Jerusalém como a capital do seu futuro Estado.  Após a Resolução 478 do Conselho de Segurança da ONU, oficializou-se a retirada das embaixadas estrangeiras de Jerusalém.” Wikipédia

Deus elegeu Jerusalém como Sua cidade, e quando o povo de Israel retornou do cativeiro a primeira preocupação de Deus foi que Seu povo reconstruisse o templo para Ele ser adorado e lembrado. Mas infelizmente o povo demorou mais de 15 anos para reiniciar a sua reconstrução.  Seu carinho por Jerusalém é tão grande que Ele resolveu fazer uma cidade toda de ouro e pedras preciosas, e a deixou lá no céu. Um dia Deus a dará aos Seus filhos que forem salvos.

Em Zacarias 1:14 encontramos esta expressão de Deus:  “Com grande zelo estou zelando por Jerusalém.” E no verso 16 Deus menciona: “Portanto, assim diz o Senhor: Voltei-Me para Jerusalém com misericórdia; nela será edificada a minha casa, diz o Senhor dos Exércitos, e o cordel será estendido sobre Jerusalém.” O homem com cordel representava os planos para reconstruir Jerusalém após o exílio. Quando o povo estava como ovelhas sem pastor. Deus prometeu-lhes que iria ajudar na reconstrução da cidade e do Templo. Ver Zacarias 2. 10-13. Mais de quinhentos anos depois Jesus chorou sobre Jerusalém referindo-se à sua destruição  pelos romanos no ano 70: “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! Eis que a vossa casa vai ficar-vos deserta.” Mateus 23:37 e 38.

Será a nova Jerusalém que servirá de abrigo para os salvos durante os mil anos, quando os remidos estiverem nos céus. E, após os mil anos a cidade descerá, e será inserida entre os novos céus e nova terra que Deus irá preparar para os salvos.

SEGUNDA-FEIRA – O ACUSADOR E O ACUSADO  O principal papel de Satanás é acusar os filhos de Deus. O significado do seu nome é acusador e adversário.  “E ele mostrou-me o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do anjo do Senhor, e Satanás estava à sua mão direita, para se lhe opor.” Em Apocalipse 12:10 mostra claramente que Satanás é o acusador dos filhos de Deus:  “E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite.”

Que melhor maneira há de desencorajar os filhos de Deus na guerra entre o bem e o mal fazendo-os pensar que seus pecados são grandes demais para o Senhor os perdoar? Esta é a função de Satanás. E ele sabe como fazer esta isso. Ele faz os filhos de Deus duvidar do Seu perdão e do Seu amor.

“Satanás sabe que os que buscam o perdão e a graça de Deus os obterão; por isto apresenta diante deles os seus pecados para os desencorajar. Ele está sempre buscando ocasião contra os que estão procurando obedecer e apresentar o melhor e mais aceitável serviço a Deus, fazendo parecer corruptas todas essas iniciativas. Mediante astúcias sem conta, as mais sutis e mais cruéis, procura ele assegurar a sua condenação.” Prof. e Reis 586 

“Há os que já experimentaram o amor perdoador de Cristo, e que desejam realmente ser filhos de Deus, contudo reconhecem que seu caráter é imperfeito, sua vida faltosa, e chegam a ponto de duvidar se seu coração foi renovado pelo Espírito Santo. A esses eu desejaria dizer: Não recueis, em desespero. Muitas vezes, teremos de prostrar-nos e chorar aos pés de Jesus, por causa de nossas faltas e erros; mas não nos devemos desanimar. Mesmo quando somos vencidos pelo inimigo, não somos repelidos, nem abandonados ou rejeitados por Deus. Não; Cristo está à destra de Deus, fazendo intercessão por nós. Diz o amado João: "Estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo." I João 2:1. E não esqueçais as palavras de Cristo: "O mesmo Pai vos ama." João 16:27. Ele deseja atrair-vos de novo a Si, e ver refletidas em vós Sua pureza e santidade. E se tão-somente vos renderdes a Ele, Aquele que em vós começou a boa obra há de continuá-la até o dia de Jesus Cristo. Orai com mais fervor; crede mais plenamente. À medida que formos desconfiando de nosso próprio poder, confiemos mais no poder de nosso Redentor, e haveremos de louvá-Lo, a Ele que é a saúde da nossa face.” Caminho a Cristo, 64 

Quem era o acusado? Era o sumo sacerdote Josué. Há uma outra questão muito interessante que a lição de hoje traz. É mostrar que além de Josué estar com as roupas sujas, ele representava o povo de Israel que, no decorrer dos anos, foi se esquecendo de Deus e se distanciando dos Seus mandamentos. O povo não era inocente e não estava isento de pecados. Outro ponto importante é lembrarmos que se não dermos motivos para Satanás ou para seus discípulos, eles não terão do que nos acusar e nem motivos para fazê-lo. Independentemente de Satanás sussurrar nos nossos ouvidos para nos acusar de falhas, devemos vigiar e orar para não entrarmos em tentações. No entanto, se eles aparecerem podemos confiar nas promessas do Senhor:  “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia. Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar." I Cor. 10:12 e 13

TERÇA-FEIRA – O ANJO DO SENHOR Quem é o anjo do Senhor apresentado em Zacarias 3? Foi o próprio Jesus Cristo, nosso Senhor, que apareceu para defender o sumo sacerdote Josué das acusações do Satanás.
A identidade exata do anjo do Senhor não nos é dada claramente na Bíblia. No entanto, há várias dicas importantes para a sua identidade. Há referências tanto no Velho como Novo Testamentos à anjos do Senhor, um anjo do Senhor e o anjo do Senhor. Aparenta ser o caso que quando o artigo definido “o” é usado, está especificando um ser único, separado dos outros anjos. O anjo do Senhor fala como Deus, identifica-Se com Deus e exercita as responsabilidades de Deus .Ver Gênesis 16:7-12; 21: 17-18; 22:11-18; Êxodo 3:2; Juízes 2:1-4; 5:23; 6:11-24; 13:3-22; 2 Samuel 24:16; Zacarias 1:12; 3:1; 12:8. Em várias outras aparições, aqueles que viram o anjo do Senhor temeram por suas próprias vidas porque eles tinham “visto o Senhor”. Portanto, é claro que em pelo menos alguns casos, o anjo do Senhor é uma teofania, uma aparição de Deus em forma física. As aparições do anjo do Senhor cessaram depois da encarnação de Cristo. Anjos são mencionados inúmeras vezes no Novo Testamento, mas O anjo do Senhor nunca é mencionado no Novo Testamento.  As aparições do anjo do Senhor eram manifestações de Jesus antes de Sua encarnação. Jesus Se declarou como sendo existente “antes de Abraão” (João 8:58), então é lógico que Ele estava ativo e manifesto ao mundo. Qualquer que seja o caso, se o anjo do Senhor era uma aparição do Cristo pré-encarnado Cristofania, ou uma aparição de Deus Pai teofania, o  anjo do Senhor identifica uma aparição física do próprio Deus.

“Então o anjo, que é o próprio Cristo, o Salvador dos pecadores, reduz ao silêncio o acusador do Seu povo, declarando: "O Senhor te repreenda, ó Satanás; sim, o Senhor, que escolheu Jerusalém, te repreenda: não é este um tição tirado do fogo?" Zac. 3:2. Longo tempo havia Israel permanecido na fornalha da aflição. Por causa de seus pecados havia sido quase consumido no fogo que Satanás e seus agentes haviam acendido para a sua destruição; mas Deus tinha agora estendido a Sua mão para tirá-los.” Prof. e Reis, 584

O que o Anjo do Senhor já fez na sua vida? Quando lembramos que Jesus perdoou e purificou Josué dos seus pecados, isso deve encher-nos de conforto em saber que Jesus está ao nosso dispôr, para nos salvar. Se Jesus pôde perdoar um sumo sacerdote, Ele também pode perdoar qualquer pessoa comum que se chega à Ele, arrependida e contrita. Esta é a verdade mais confortadora que encontramos em toda a Bíblia. O perdão e intercessão de Jesus é plena, conforme os textos a seguir: “Porque serei misericordioso para com suas iniquidades, E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais.” Heb. 8:1

“Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” Heb. 4:14-16

QUARTA-FEIRA – UMA MUDANÇA DE ROUPA – Uma das cenas mais lindas que encontramos na Palavra de Deus é a mudança de roupas do sacerdote Josué conforme descrita em Zacarias 3: 3-5: “Josué, vestido de vestes sujas, estava diante do anjo. Então respondeu, aos que estavam diante dele, dizendo: Tirai-lhe estas vestes sujas. E a Josué disse: Eis que tenho feito com que passe de ti a tua iniquidade, e te vestirei de vestes finas. E disse eu: Ponham-lhe uma mitra limpa sobre a sua cabeça. E puseram uma mitra limpa sobre a sua cabeça, e vestiram-no das roupas; e o anjo do Senhor estava em pé.”

“Havendo sido aceita a intercessão de Josué, é dada a ordem: "Tirai-lhe estes vestidos sujos"; e a Josué o anjo diz: "Eis que tenho feito com que passe de ti a tua iniquidade, e te vestirei de vestidos novos." "E puseram uma mitra limpa sobre a sua cabeça, e o vestiram de vestidos..." Zac. 3:4 e 5. Seus próprios pecados e os de seu povo foram perdoados. Israel fora vestido "de vestidos novos" - a justiça de Cristo a eles imputada. A mitra posta sobre a cabeça de Josué era como a que os sacerdotes usavam, e levava a inscrição: "Santidade ao Senhor" (Êxo. 28:36), significando que não obstante suas anteriores transgressões, ele estava agora qualificado para ministrar perante Deus em Seu santuário.” Prof e Reis, 584 

“Todos os que se vestiram da justiça de Cristo estarão perante Ele como escolhidos, e fiéis e leais. Satanás não tem poder para arrancá-los da mão do Salvador. Nenhuma alma que em penitência e fé reclame a Sua proteção, permitirá Cristo que passe para o poder do inimigo. Sua palavra está empenhada: "Que se apodere da Minha força, e faça paz comigo; sim, que faça paz comigo." Isa. 27:5. A promessa dada a Josué é dada a todos: "Se observares as Minhas ordenanças... te darei lugar entre os que estão aqui." Zac. 3:7. Anjos de Deus caminharão ao lado deles, mesmo neste mundo, e eles estarão afinal entre os anjos que circundam o trono de Deus.  A visão que de Josué e o anjo teve Zacarias se aplica com peculiar força à experiência do povo de Deus nas cenas finais do grande dia da expiação. A igreja remanescente será levada então a grande prova e angústia. Os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, experimentarão a ira do dragão e suas legiões. Satanás considera o mundo como seu súdito; e ele tem de fato alcançado o controle de muitos cristãos professos. Mas aqui está um pequeno grupo que tem resistido a sua supremacia. Se ele pudesse apagá-los da Terra, seu triunfo seria completo.” Prof e Reis 587

Como entender as palavras de Jesus à Josué conforme o texto a seguir? “Assim diz o Senhor dos Exércitos: Se andares nos meus caminhos, e se observares a minha ordenança, também tu julgarás a minha casa, e também guardarás os meus átrios, e te darei livre acesso entre os que estão aqui.” Zac. 3:7. 

Foi somente quando Josué estava vestido com as novas vestes de justiça, que ele estava capacitado para obedecer. Este ponto deve ser bem compreendido. Somente depois que a justiça de Cristo foi-lhe concedida pela fé, que Josué esteve capacitado para “andar nos caminhos do Senhor”. Somente tem capacidade de obedecer aquele que é salvo pela fé e graça de Jesus. A salvação conduz, inevitavelmente, à obediência, sem restrições, sem reclamações e sem imposições.

QUINTA-FEIRA – UM APELO EFICAZ – O que realmente significa vestir vestidos novos conforme os seguintes textos?
“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” Efésios 2:8-10

“Se me amais, guardai os meus mandamentos.” João 14:15

“Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei.” Rom. 3.31.

A compreensão de que a obediência vem como um dom, nos livra de dois perigos: da graça barata e do legalismo. Primeiro, acreditaremos na importância de obedecer e, segundo, nossa obediência não será meritória, pois a teremos recebido como um dom. Somos tão dependentes de Cristo para obedecer à lei e ser santificados como somos para ser justificados e perdoados diante de Deus. O Senhor está mais do que disposto; Ele está ansioso, não só para nos justificar, mas para nos dar a vitória sobre o pecado e o eu. Como sempre, nossa vontade continua sendo o fator imprevisível: Quão dispostos estamos a Lhe entregar nosso eu, diariamente, “para O conhecer, e o poder da Sua ressurreição, e a comunhão dos Seus sofrimentos, conformando-nos com Ele na Sua morte” Fp 3:10?

Agora que Josué estava coberto com os vestidos da santidade, a sua vida devia refletir essa santidade. Hoje há dois pensamentos correntes entre os cristãos, em relação á obediência: a) Há aqueles que acreditam que nunca poderemos viver de forma vitoriosa contra os pecados, de acordo com as promessas de Deus, e que nunca poderemos obedecer a Lei de Deus. b) Há os que acreditam que podem sair vitoriosos, pele fé e graça de Jesus atuando na vida deles. Estes acreditam que nenhum pecado deve ser tolerado e desculpado em sua vida, e que devemos ser obedientes aos mandamentos de Deus. 
Devemos fazer parte deste grupo, pois quando Jesus veio, Ele provou que é possível obedecer aos mandamentos de Deus. Quando pecamos é porque escolhemos pecar. E as consequências do pecado são sempre desastrosas para a nossa vida, e para aqueles que nos rodeiam.

Que Deus nos abençoe

Luís Carlos Fonseca.



11 comentários:

  1. maravilhoso... estudo sempre tive muitas duvídas sobre o texto citado... obrigada

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Para compreender o texto vamos começar lendo 1 Crônicas 6:14 e 15, se você prestar bem atenção verás que o título no capítulo fala dos decendentes de Levi, isto é, a linhagem dos sacerdotes.
      Então, o verso 15 de 1Cron. fala daqueles que foram levados ao cativeiro na Babilônia.
      ⚠Preste atenção no nome "Jozadaque", seus filhos eram Jesuá, Maaséias,Eliezer, Jaribe e Gedalias (Esdras 10:18).
      Contudo, Jesuá é conhecido também como Josué, leia os seguintes textos:Ageu 1:1; 2:2,4; Zacarias 6:11
      ▶Quando Ciro, rei da Pérsia, permitiu aos israelitas voltarem a Jeruralém para reconstrui-la Josué, filho de Jozadaque, voltou para Jerusalém (Esdras 1:2-4)
      ➡Durante o reinado de Dario e parte do de Ciro, Josué era o sumo sacerdote; Daniel, Ageu, Zacarias e Esdras eram os profetas em Jerusalém e Judá, é só ler os livros para verificar!
      ▶No livro de Neemias o sumo sacerdote já era Eliasibe, neto de Josué (Neemias 12:10). O pai de Eliasibe, Joiaquim, deve ter sido sumo sacerdote no reinado de Assuero (também conhecido como Xerxes - Esdras 4:6,7; Ester 10:1)

      ⚠ Atente para o relato de Zacarias 3, o profeta usa o nome do sacerdote para descrever também todo o povo, que estava em pecado.

      Espero ter ajudado!

      Eliminar
    2. Não esse Josué era sumo sacerdote no tempo de Zacaraias. Abraço!

      Eliminar
  3. se o Josué dito aqui é o mesmo do Exodo? Náo Evellyn Soares, o Josué do Exodo foi em 1440 aC- no Inicio dos tempos de Juizes ele foi o segundo Juizo,, sussedeu a moisés,o Nome dele era Oseias da tribo de Efraim, Oséias, filho de Num; Números 13:8 Já o sumo sacerdote Josuá conhecido como Josué foi bem depois do período dos Juízer e dos reis, ele era filho de Jozadaque, sumo sacerdote,da tribo de Levi: Ageu 2:2. o seu ministério foi em 520 aC-PORTANTO 950 anos depois do Exodo. Ta fique com Deus.

    ResponderEliminar
  4. se o Josué dito aqui é o mesmo do Exodo? Náo Evellyn Soares, o Josué do Exodo foi em 1440 aC- no Inicio dos tempos de Juizes ele foi o segundo Juizo,, sussedeu a moisés,o Nome dele era Oseias da tribo de Efraim, Oséias, filho de Num; Números 13:8 Já o sumo sacerdote Josuá conhecido como Josué foi bem depois do período dos Juízer e dos reis, ele era filho de Jozadaque, sumo sacerdote,da tribo de Levi: Ageu 2:2. o seu ministério foi em 520 aC-PORTANTO 950 anos depois do Exodo. Ta fique com Deus.

    ResponderEliminar