quarta-feira, 20 de março de 2019

Pecados que Entristecem o Espírito Santo


Lista dos 15 pecados que mais entristecem ao Espírito Santo, segundo Ellen White:

1) Divertimentos que são impróprios: “Mais que qualquer outra coisa, estão os divertimentos contribuindo para anular a operação do Espírito Santo, e o Senhor é ofendido”. Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes, 281.

2) Cristãos que não são sinceros de coração e não vivem as verdades: “O Espírito de Deus é ofendido porque muitos não têm a vida e o coração retos; sua professa fé não harmoniza com suas obras”. Testemunhos Para a Igreja, vol. 4, 247.

terça-feira, 19 de março de 2019

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 3 (2º trimestre 2019) PREPARANDO-SE PARA AS MUDANÇAS


COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 3 (2º trimestre 2019) PREPARANDO-SE PARA AS MUDANÇAS

VERSO ÁUREO: “A justiça irá adiante dele, e nos porá no caminho das suas pisadas.” Salmos 85:13

INTRODUÇÃO (sábado 13 de abril) – A vida é cheia de mudanças. Durante a minha vida mudei-me 26 vezes de casa e uma vez de país, sendo do Brasil para Portugal, o que custou um pouco mais. Estudei em cinco escolas primárias e secundárias e em uma faculdade. As mudanças deixaram-me mais flexível e com a mente mais aberta. A maior mudança na minha vida ocorreu quando me casei. Essa mudança trouxe amor, paz e conforto à minha vida. Quando tive filhos ocorreu algo muito importante; percebi que se outros dependem de mim, eu devo depender mais de Deus.

segunda-feira, 11 de março de 2019

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 2 (2º trimestre 2019) AS ESCOLHAS QUE FAZEMOS


COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 2 (2º trimestre 2019) AS ESCOLHAS QUE FAZEMOS

VERSO ÁUREO: “Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” Josué 24:15

INTRODUÇÃO (sábado 6 de abril) – A lição desta semana fala sobre as escolhas que devemos fazer. A vida é feita de escolhas que precisamos fazer. Todos nós já fizemos escolhas erradas na vida. E, geralmente, essas escolhas trazem feridas muito profundas e causam dor. Mas, se aprendermos com elas e decidirmos recomeçar, com a ajuda de Deus, veremos que elas se tornarão apenas marcas do passado e nos trarão um grande aprendizado no presente e um futuro mais tranquilo. Amém?

quarta-feira, 6 de março de 2019

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 1 (2º trimestre de 2019) OS RITMOS A VIDA


COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 1 (2º trimestre de 2019) OS RITMOS A VIDA

INTRODUÇÃO À LIÇÃO DO TRIMESTRE – TEMPOS DE FAMÍLIA – As lições deste trimestre apresem temas de bons relacionamentos entre os filhos de Deus e as famílias, e foram escritas pelo casal Cláudio e Pamela Consuegra.

A família foi criada por Deus antes mesmo do pecado, e, depois da queda, podemos ter certeza de que o homem jamais buscaria criar uma organização que haveria de lhe impor limites e regras de convivência, contrariando seus instintos pecaminosos e egoístas. Deus fez apenas uma mulher para o homem e, mesmo assim, há uma tendência à poligamia ou ao adultério masculino e feminino.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 13 (1º trimestre de 2019) EIS QUE FAÇO NOVAS TODAS AS COISAS


COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 13 (1º trimestre de 2019) EIS QUE FAÇO NOVAS TODAS AS COISAS

VERSO ÁUREO: “E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro, para medir a cidade, e as suas portas, e o seu muro.” Apocalipse 21:15

INTRODUÇÃO (sábado 23 de março) – “E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro, para medir a cidade, e as suas portas, e o seu muro.” Apocalipse 21:15

Esta é a última lição do trimestre e trata de temas maravilhosos, pois mostra o fim do pecado e o início da eternidade. A Bíblia tem muito a dizer dessa pátria superior, especialmente da cidade que está no céu e que será estabelecida aqui na terra. A Nova Jerusalém será a capital da terra e a terra será a capital do universo. A Nova Jerusalém foi arquitetada pelo próprio Deus. Ver Hebreus 11:10.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 12 (1º trimestre de 2019) JUÍZO SOBRE BABILÓNIA


COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 12 (1º trimestre de 2019) JUÍZO SOBRE BABILÓNIA

VERSO ÁUREO: “E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniquidades dela.” Apocalipse 18:4,5

INTRODUÇÃO (sábado 16 de março) Quem é a Babilônia descrita em Apocalipse? Babilónia é o nome encontrado por Deus para descrever as igrejas que adotaram doutrinas pagãs como as que vieram da Grécia e de Roma; por exemplo: a rainha do céu, referindo-se a Maria, e a adoção de vários santos como intercessores. Babilónia adotou o dia do sol do paganismo, o domingo no lugar do sábado bíblico, desenvolveu uma compreensão equivocada do estado do homem na morte. Adotou o doutrina pagã espírita onde a pessoa depois da morte não precisa passar pela ressurreição, pois acreditam que depois da morte vão para algum lugar como o céu, inferno, purgatório ou se reencarnam. Babilónia tem as suas filhas em várias confissões religiosas, que partilham de várias tradições e falsas doutrinas: “E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.” Apocalipse 17:5

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 11 (1º trimestre de 2019) AS SETE ÚLTIMAS PRAGAS


COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 11 (1º trimestre de 2019) AS SETE ÚLTIMAS PRAGAS

VERSO ÁUREO: “Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo; por isso todas as nações virão, e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos.” Apocalipse 15:4

INTRODUÇÃO (sábado 9 de março) – Durante esta semana vamos estudar sobre as sete pragas relatadas em Apocalipse 16, mas; ainda no capítulo 15 menciona sete anjos com as taças cheias da ira divina. Para compreendermos sobre as sete pragas é bom lembrarmos em que contexto foram derramadas as 10 pragas no Egito.  As pragas do Egito aconteceram em torno do ano 1500. a.C. Naquele tempo o caráter de Faraó era semelhante ao de Lúcifer quando no céu. Faraó ao impedir a libertação de Israel desprezou publicamente a autoridade do Deus verdadeiro perguntando a Moisés: “Quem é o Senhor para que lhe ouça a voz e deixe ir Israel?”

Ao desafio daquele monarca, Deus enviou as 10 pragas para facilitar a fuga do Seu povo. As pragas eram um sinal de que faraó deveria se arrepender da sua rebelião contra Deus e deixar o povo de Israel ir embora do país, para que se cumprisse a promessa que Deus fez a Abraão. No entanto, praga após praga os egípcios não se arrependeram até que caíram sobre suas cabeças a pior de todas, a morte de seus primogênitos. Nas 10 pragas, Deus mostrou que Sua lei era superior aos deuses do Egito.