quinta-feira, 19 de abril de 2012

UM ESTUDO SOBRE ONÉSIMO – O ESCRAVO DE FILEMOM



Quem era Filemom? Filemom morava em Colosso, era cristão, rico e mantinha uma igreja em sua própria residência; como vemos em 
Filemom 1:2: “E à nossa amada Afia, e a Arquipo, nosso camarada, e à igreja que está em tua casa”

Ao observar a carta de Filemon, vemos o apóstolo Paulo e os dois personagens; Onésimo e Filemon, em uma fascinante história que se assemelha ao plano da salvação para a humanidade.

Quem foi Onésimo? Era o escravo de Filemom que havia furtado alguma coisa do seu senhor, e havia fugido para Roma; e lá se encontrou com Paulo e este o evangelizou e o batizou.


Vendo a necessidade de corrigir o mal que Onésimo havia feito, Paulo o enviou de volta a Filemon, pedindo que este recebesse o seu escravo e o perdoasse.

A carta de Paulo à Filemom pode ser considerada uma lição prática do perdão e restauração entre o pecador e Deus.

Cada aspecto do perdão divino é visto no perdão que Paulo buscou para Onésimo.

A carta de Paulo à Filemon: Quando Paulo estava na prisão escreveu 4 cartas: Quais são as cartas? Efésios, Colossenses, Filipenses e Filemom

Filemom era um homem rico, fato que o permitia ter escravos. Naquela época era normal um homem rico ter escravos, e Filemom tinha os seus.

Um dos escravos de Filemom chamava-se Onésimo, e ele fugiu da casa de Filemon e conheceu Paulo, provavelmente na prisão em Roma. 

Lá Onésimo foi evangelizado e batizado por ele, como vemos no seguinte verso: “Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões.” Filemom 1:10. Como Onésimo tinha recebido as bases espirituais na casa do seu senhor, assim que chegou em Roma, logo procurou se agrupar com os cristãos de lá. E Paulo o evangelizou, e Onésimo foi batizado.

Filemon era amigo e filho na fé, de Paulo. Quando Paulo soube que Onésimo havia fugido da casa de um amigo, teve a iniciativa de tornar o assunto conhecido à Filemom, e solicitar o recebimento com amor e perdão para o escravo, e sugeriu até a sua libertação, como vemos: 

“Não já como servo; antes, mais do que servo, como irmão amado, particularmente de mim, e quanto mais de ti, assim na carne como no Senhor? Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo.” Filemom 1:16 e17

Qual tinha sido o pecado do escravo Onésimo? Onésimo havia roubado algo da casa do seu senhor, mas Paulo responsabilizou-se pelo homem: “E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta. Eu, Paulo, de minha própria mão o escrevi; eu o pagarei, para te não dizer que ainda mesmo a ti próprio a mim te deves.” Filemom 1:18-19

Paulo era realmente amigo de Filemon, pois nele confiava, como vemos a seguir: “Escrevi-te confiado na tua obediência, sabendo que ainda farás mais do que digo. E juntamente prepara-me também pousada, porque espero que pelas vossas orações vos hei-de ser concedido.” Filemom 1:21-22. E Paulo era também uma grande autoridade eclesiástica que Filemom respeitava muito.

Qual era a pena para um escravo fugitivo? Era a morte. Paulo intercedeu pela vida do escravo Onésimo.

Qual é o significado do nome Onésimo?  Significa útil, e Paulo diz a Filemon que ele era inútil, mas que, depois da sua conversão havia se tornado  útil para o evangelho.

Quatro pontos para serem considerados neste episódio:

1) Onésimo tinha uma situação de pecador – Ele era ladrão, devedor, e merecia a morte ao ser encontrado. Em relação à lei vigente, poderia se dizer que ele era um pecador, ou um criminoso digno de morte.

“O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar.” Filemom 1:11

“E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta.” Filemom 1:18

Mas; e nós, o que somos? “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” Romanos 3:23

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6:23

“Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.” Romanos 3:10

2) Paulo intercedeu pelo escravo – Da mesma maneira Jesus Cristo intercede pelo pecador arrependido, por intermédio do Espírito Santo.

Paulo, além de apresentar a salvação eterna, concedeu ao Onésimo o livramento da morte, através de uma intercessão direta ao senhor de Onésimo, oferecendo seu próprio nome como garantia, como vemos no seguinte texto: “Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo. E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta.” Filemom 1:17-18

Jesus é o nosso intercessor, e podemos nos apresentar a Deus através do Seu nome. Ele paga nossas dívidas e nos redime.

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” Romanos 5:8

“Visto que temos um grande sumo-sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo-sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” Hebreus 4:14-16.

3) Onésimo fugiu do seu senhor - Há muitos por aí fugindo do Senhor Deus, de conhecê-Lo, de andar com Ele. De obedecê-Lo. Mas ao passar por dificuldades, ficam envergonhados de voltar. Mas Deus sempre inicia o resgate. Em defesa de Onésimo estava Paulo para socorrê-lo. Bastou o erro ser admitido para Paulo auxiliá-lo. A história de Onésimo somente retrata um homem carnal que fugiu do seu Senhor, mas encontrou um defensor no momento mais difícil de sua vida.

Infelizmente, a maioria das pessoas só lembra, e se abre para Cristo quando precisam de algum favor Dele. Quantos têm que chegar ao fundo do poço para entender o grande amor de Deus? Quantos fogem de Deus, largando tudo por uma pseudo liberdade?

Mas a boa notícia é que Jesus é nosso eterno defensor perante Deus; basta que o pecado e as falhas sejam confessados. É isso, Jesus veio para pagar nossa dívida, uma pendência pecaminosa que, como seres humanos, não teríamos condições de quitar; um débito espiritual. 

Nunca é tarde para se arrepender, para voltar para os caminhos do Senhor, para se abrir para um novo tempo de renovação espiritual.

Se você é um Onésimo, um fugitivo de Deus, volte, ainda há tempo, pois Jesus é o seu defensor incondicional.

4) Onésimo aceitou a salvação de forma incondicional: Onésimo se tornou um servo de Paulo e não um escravo. Ele foi mas um fiel ajudador.

“Juntamente com Onésimo, amado e fiel irmão, que é dos vossos; eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa.” Colossenses 4:9

“O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar.” Filemom 1:11

Devemos nos tornar servos fiéis de Jesus Cristo, deixando de ser inúteis, e sendo muito úteis à Ele, pois ele nos comprou com o Seu sangue. Servir a Jesus é diferente de ser servido por ele. Muitos querem só receber de Cristo, mas o cristão fiel serve Àquele que nos livrou do império das trevas para o maravilhoso reino do Filho do Seu amor.

“Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.” I Cor. 6:20.

Luís Carlos Fonseca

11 comentários:

  1. que mensagem maravilhosa,que DEUS te abençoe.

    ResponderEliminar
  2. Uma maravilha de estudo, Deus seja louvado em tua vida amado!

    ResponderEliminar
  3. Gloria a Deus por esse minucioso estudo...a anos venho garimpando essa Carta.
    Deus Recompense seus esforços prezado pastor Luis.

    ResponderEliminar
  4. Que mensagem maravilhosa, Deus continue vos abençoando.

    ResponderEliminar
  5. muito bom gostei muito que deus te abençoe

    ResponderEliminar
  6. QUE HORRÍVEL. DESDE O INÍCIO A CRISTIANISMO ACEITOU A ESCRAVIDÃO. E NOS ESTADOS UNIDOS, PROTESTANTE, CHEGARAM A UMA GUERRA CIVIL QUE MATOU AMERICANOS MAIS QUE QUALQUER OUTRA GUERRA PARA A MANUTENÇÃO DA ESCRAVIDÃO. QUE COISA NOJENTA.

    ResponderEliminar