terça-feira, 5 de Outubro de 2010

RESUMO DA LIÇÃO 2 – CALEBE VIVENDO NA ESPERA


INTRODUÇÃO: Pouco se sabe a respeito da vida de Calebe. Temos poucas referências bíblicas que falam a seu respeito ; no entanto a história de Calebe é muito bonita e está recheada de acontecimentos fantásticos. Ele viveu no Egipto como escravo, atravessou o mar vermelho, acompanhou a trajectória do povo no deserto, foi expiar a terra da promessa e finalmente ajudou na conquista da terra prometida. Ele aparece nos bastidores, mas nos deixa um legado espiritual maravilhoso.

QUALIDADES DE CALEBE:

Homem decidido e valente. Diante dos desafios de enfrentar os gigantes, Calebe não se intimidou, embora já estivesse com idade avançada Js 14:12.

Homem de fé perseverante, Calebe nunca se abateu diante do desafio de esperar por mais quarenta anos até receber a herança prometida por Deus. Quando Deus determinou que nenhum dos rebeldes entraria em Canaã, Ele disse a respeito de Calebe: “…Porém, meu servo Calebe, visto que nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-Me, Eu o farei entrar na terra que espiou…”Nm 14:24.

Homem abnegado. Quando Deus determinou que os israelitas deveriam voltar ao deserto e vaguear por quarenta anos, Ellen White diz que Calebe, ‘sem murmurar, aceitou a decisão divina’ (Patriarcas e Profetas, p. 392). Embora não tivesse culpa nenhuma, teve que passar seus melhores anos vagando pelo deserto com os israelitas, sem reclamar. Ele não se rebelou contra Deus e nem contra a organização existente, tentando levantar um novo movimento, uma vez que o atual parecia apostatado.

Homem abnegado e generoso. Calebe mostrou espírito generoso em todos os seus atos. Diante do pedido da filha para que lhe desse uma boa terra, ele o fez, superando as expectativas e os costumes culturais Js 15:19.

DOMINGO: OS FACTOS Quais eram os factos? O significado do nome Calebe é: “Aquele que permanece” Os factos eram a realidade dos gigantes, muros altos, cidades fortificadas, as frutas graúdas, mas os factos eram também que Calebe era um homem de fé, e após expiar a terra fez uma declaração maravilhosa de fé: está em números capítulo 13:30. “Então fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela.” O povo ficou desanimado diante de tamanha descrição e diz a bíblia que o povo chorou de medo: Ver números 14:1

SEGUNDA-FEIRA : MANTER-SE INABALÁVEL QUANDO É PRECISO – A pressão do grupo é algo que pode abalar qualquer convicção. Calebe deve ter ficado desapontado com a reacção negativa do povo em vista do seu relatório da terra prometida. Na visão de Calebe a conquista era certa, e ele não deixou se abater com a falta de fé do povo. O povo dizia: “levantemos um capitão e voltemos ao Egipto.” Num 14:4 Calebe e Josué rasgaram as veste e voltaram a apelar ao povo para ter fé. Ver Núm. 14:7-9. Quantos filhos de Deus tem probelmas para serem resolvidos e ficam adiando. Um problema adiado é um problema aumentado. A frase mais espectacular proferida 45 anos mais tarde por este ancião de 85 anos foi: “Meus irmãos que subiram comigo desesperaram o povo; eu, porém, perseverei em seguir o Senhor meu Deus. ”Js 14:8. Que lindo!!

TERÇA-FEIRA: RECLAMANDO AS PROMESSAS DE DEUS. Quais foram as promessas de Deus? Tratava-se da divisão da terra para as tribos. Mas Deus havia prometido para Calebe uma porção de terra também, e ele apenas a reclamou. Ele pediu a região mais difícil de ser conquistada, por ser habitada por gigantes. Aparentemente, isso era um pedido egoísta. Mas, tendo o quadro geral da vida deste homem em mente, percebemos que ele era abnegado. Portanto, seu pedido era um gesto de abnegação pelos seguintes motivos: a) Calebe já era um homem de 85 anos. Ele havia vivido cerca de 45 anos vagueando pelo deserto sem ter culpa de nada e sem se queixar. O egoísta está sempre querendo o melhor para si. E se não consegue, reclama de tudo e de todos. Veja o que alguém afirmou: “Um homem não deixa de ser guerreiro quando envelhece, mas quando perde os sonhos e a visão”

b) Calebe pediu o mais difícil. Ele sabia que um homem de sua idade não conseguiria vencer os gigantes numa guerra. Isso somente seria possível se fosse um milagre divino. Quarenta e cinco anos atrás, naquele dia fatídico ele disse: “Se o Senhor Se agradar de nós, Ele nos dará a terra…” Nm 14:8. Ele desejava inspirar fé na geração actual e mostrar que seus pais poderiam ter tomado posse da terra prometida, se confiassem no Poder de Deus e tivessem avançado pela fé.

3) Calebe revelou, em seu inusitado pedido, que estava preocupado com o bem estar dos outros, como sempre estivera. Lembre-se que ele poderia ter dito a Deus, 45 anos antes, mais ou menos assim: “Senhor, é justo que esse povo morra aqui e não entre na terra prometida. Mas eu? Eu não fiz nada de errado. Eu atendi Tua voz, dei o relatório fidedigno, não sou rebelde. Então, Senhor, não aceito voltar com eles para o deserto. Desejo prosseguir, ajuda-me nisso, por favor. Calebe considerou seu dever criar um ambiente para que essa geração desse os primeiros passos de fé. Isso é abnegação partilhada.

QUARTA-FEIRA: A TRANSMISSÃO DO LEGADO. Qual foi o legado? Foi a herança que Calebe passou para a outra geração. Herança material e espiritual. Nos tempos bíblicos, os pais deveriam se preocupar com a herança que era deixada aos filhos homens, porque estes perpetuariam o nome e os bens dos pais. No caso das filhas, elas tinham herança embutida na do marido. Mas, no caso de Calebe, ele deu uma herança à sua filha Jz 1: 14, 15 “Embora Acsa fosse sua filha, qualquer porção de terra que ela recebesse deixaria efectivamente de pertencer à família imediata de Calebe e se tornaria parte da propriedade de seu marido.” O autor da lição completa: “O surpreendente é que Calebe não só lhe deu o campo, mas também deu as fontes de água. E não só uma fonte de água mas tanto as fontes superiores como as inferiores” Ver Juízes 1:14 e 15 Pedir as montanhas onde habitavam os gigantes também foi uma atitude de altruísmo e não de egoísmo. O desafio que Calebe colocou para alguém casar com sua filha era para conquistar a cidade. Aquele que conquistasse a cidade se tornaria seu genro. E Otniel, seu sobrinho conseguiu. E futuramente se tornou no primeiro juiz e libertador de Israel. Ver juízes 3:7-11. Quem se dedica à Deus recebe Suas bênçãos.

QUINTA-FEIRA: DAR LIBERALMENTE. Calebe como vimos na lição de ontem, foi liberal e doou para sua filha além das terras, as fontes das águas. Com a idade de Calebe, ele deveria estar a pensar mais em si do que na filha. A generosidade opera nos dois sentidos. Provérbios 11:2 diz : Uma pessoa generosa prosperará, e quem largamente der, largamente receberá.” Só podemos dar aquilo que temos. Só consegue conceder o perdão ao seu próximo aquele que já o recebeu de Deus. Calebe demonstrou uma generosidade que superou em muito as normas sociais daquele tempo. Em que nível espiritual estamos? Que Deus nos ajude a intensificarmos a visão espiritual para honrarmos a Deus.

Bom estudo.

Luís Carlos Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário