terça-feira, 3 de janeiro de 2012

O CRESCIMENTO ESPIRITUAL DO CRISTÃO


CRESCENDO EM CRISTO

INTRODUÇÃO - Deus quer que Seus filhos vivam vitoriosamente, em crescimento espiritual constante, até alcançarem o objetivo final que é a estatura perfeita em Cristo Jesus. Isso certamente acontecerá quando a Igreja estiver com Ele. É preciso que cada cristão procure, constantemente, os meios para crescer na graça e no conhecimento do Senhor Jesus Cristo, permanecendo fiel até o fim para alcançar a plenitude.

CUIDADOS NECESSÁRIOS AO CRESCIMENTO - Tanto na vida física como na espiritual, o crescimento é um processo. É algo gradativo, contínuo, vagaroso e precisa de ajuda. Assim como há necessidade de cuidados alimentares, asseio, sono tranqüilo e exercícios, para o crescimento físico; da mesma forma, acontece com o crescimento espiritual. Desde o nascimento, o indivíduo conta com pessoas que o ajudam a tornar saudável, a crescer harmoniosamente, a chegar à maturidade; da mesma maneira, é preciso ajuda para o crescimento espiritual.

O Primeiro Passo Para o Crescimento: Santificação - Após a conversão, conforme foi dito anteriormente, inicia-se uma nova vida, bem diferente. É como se o novo convertido fosse um bebê que necessita de cuidados especiais para crescer e desenvolver-se. Então, começa a ser instruído para viver em santificação. O que isso significa? A santificação consiste em deixar o pecado e viver para Deus. Significa ser separado. É uma tomada de posição séria que cada um, individualmente, precisa decidir; ou o crente é santo, separado do mundo e vive para Deus; ou ele vive no pecado, separado de Deus. Nessa questão, não existe meio termo. É uma necessidade absoluta que deve acompanhar o crente, dia a dia, de modo crescente. Ler II Pedro 1:15,16. O apóstolo Pedro faz advertências contundentes àqueles que querem servir a Jesus.


Crescendo Por Meio da Palavra - O Apóstolo orienta o crente a viver de acordo com a Palavra de Deus, deixando tudo o que desagrada ao Senhor: malícia, engano, mentira, invejas, maledicências e fingimentos. O cristão deve desejar ardentemente estudar e fazer uso das Escrituras, da mesma forma que um bebê deseja, e se satisfaz quando lhe oferecem leite materno. Ler I Pedro 2:1,2.Essa é a primeira alimentação do indivíduo, e é de grande importância. O cristão que inicia a sua vida espiritual alimentando-se da genuína Palavra de Deus, que é comparada ao leite não adulterado, não falsificado, cresce robusto, sadio espiritualmente. Isso significa a nutrição encontrada em Jesus e no Seu Evangelho, sem qualquer mistura de idéias ou práticas carnais. Muitas pessoas que se entregam para Jesus permanecem naquele primeiro amor, mas não desenvolvem um bom crescimento porque não procuram conhecer as Escrituras. Continuam praticando as mesmas ações de antes. O resultado é não permanecerem na fé. A recomendação da Bíblia é: “Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor” Oséias 6.3. A Bíblia é a Palavra de Deus dada ao homem para a sua edificação. Ler João 17:17. A Palavra de Deus é, pois, alimento que fortalece. Ler I João 2.14; que robustece a fé. Ler I Timóteo 4.6; Salmo 119.28; que purifica o cristão. Ler Salmo 119.11; Efésios 5.6; João 15.3.

Crescendo em Amor - A essência da vida espiritual é o amor. Esse amor que foi demonstrado a nós por Jesus, precisa refletir em nossas vidas em estado crescente. É o amor que transforma o homem, mudando sua maneira de pensar, sentir e agir. O apóstolo Paulo escreveu um lindo poema sobre o amor, exaltando suas características. Ler I Coríntios 13. No final do capítulo (v.11), ele faz um paralelo da vida material com a espiritual. Considera que o comportamento do menino é diferente do comportamento do adulto. Certamente o que ele pretendia dizer com isso é que o crente novo, ainda menino  na fé, possui uma visão limitada acerca do amor de Jesus. Mas, à medida que ele cresce no conhecimento da graça de Deus, sentirá esse amor inundar seu coração de uma maneira tão profunda que provará o mesmo sentimento do apóstolo quando disse: “Quem me separará do amor de Cristo?” Romanos 8.35.

O Amor em Movimento - O amor não é estático. Ele é dinâmico; gera boas ações. Quando o crente dá lugar para o amor crescer em seu coração, ele torna-se útil ao seu semelhante.  Em lugar do ódio, nasce o perdão, o que estava se desfazendo é reedificado pelo amor. Ver I Coríntios 8.1. O que praticava o mal, agora pratica o bem. Ver Romanos 13.10. Deus quer que o amor seja abundante no trato de uns para com os outros. Er I Tessalonicenses 3.12.

O Conhecimento é Gradativo - Para crescer na graça e no conhecimento de Jesus Cristo, é preciso ser perseverante. Cada luta, cada dificuldade conduz a uma vitória que se traduz como um elemento para o progresso da caminhada. Essa caminhada é a busca incessante das coisas espirituais. O apóstolo Pedro exorta à prática de virtudes que devem ser obtidas com diligência, até que se alcance o verdadeiro amor e, conseqüentemente, uma natureza divina. “E vós, também, pondo nisto toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência. E à ciência temperança, e à temperança paciência, e à paciência, piedade. E à piedade amor fraternal; e ao amor fraternal a caridade.” II Pedro 1:5-7. Essa caridade é traduzida como o amor, a maior de todas as virtudes. Todas essas virtudes devem ser acrescentadas ao conhecimento cristão a fim de que ele possa chegar à estatura de varão perfeito (Efésios 4.13).

CRESCER NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO - É através do conhecimento que se alcança a graça de Deus Ver I Pedro 1.2. Por que crescer na graça? Porque é a graça de Deus que capacita o cristão a resistir aos sofrimentos. Ver II Coríntios 12:7-10. Não somente crescer, mas também ser fortalecido. Ver II Timóteo 2.1-4. Graça significa favor imerecido de Deus para com os homens. Crescer na graça, portanto, significa conquistar poder divino para enfrentar as adversidades e não desistir, mas ser fortalecido para vitórias. Através da graça, o crente consegue:

Alcançar Maturidade Espiritual – Isso significa deixar as coisas de menino. Ver II Coríntios 13.11. Tornar-se adulto na fé. Passa a discernir o que é bom, o que é agradável a Deus, o que é conveniente ao cristão.

Cultivar o Entendimento – Saber discernir os valores espirituais, alcançando maturidade para rejeitar tudo aquilo que não procede do Senhor, não se deixando levar por situações momentâneas. Desenvolvendo, assim, um senso de valores condizentes com a Palavra de Deus (I Coríntios 14.20).         

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO CRESCIMENTO - O novo crente que se mostra interessado no seu crescimento espiritual, alcança a graça do Senhor Jesus e a poderosa ajuda do Espírito Santo. É necessário que essa vontade seja constante para que ele não seja sempre um “menino” na fé que precisa estar continuadamente aprendendo os princípios elementares da Palavra de Deus. Ver Hebreus 5:12, mas deixando os rudimentos da doutrina, prossiga no crescimento espiritual, podendo alcançar outros estágios de desenvolvimento.

Participação das Verdades Mais Profundas do Evangelho - Ao crescer no entendimento da Palavra, aprende-se a aplicá-la à vida diária, sabendo discernir entre o bem e o mal. Ver Hebreus 6.1,2. Nessa fase do crescimento, o crente precisa nutrir-se com alimento sólido, isto é, precisa procurar conhecimento e aplicação das realidades mais profundas acerca de Jesus Cristo e de Deus. O alvo final será a própria perfeição em Deus. Mateus 5.48, porquanto, convém que sejamos cheios de toda a plenitude de Deus. Ver  Efésios 3:19.

Arraigados em Cristo - Para o crente crescer continuamente até chegar à perfeição, é importante que aconteçam duas situações, a saber. Ver Efésios 3.17:

Que Cristo Habite em seu Coração – Isso significa a permanência de Jesus, fazer morada, sentir-Se em Sua própria casa. Esse acontecimento requer uma experiência mais profunda com Cristo. Quando se mora com alguém, as coisas são feitas em comum, com participação, com relacionamento íntimo.

Que seja Fundamentado em Amor – O alicerce do crente é o amor. Dele partem todas as demais virtudes. O amor é o princípio e o fim do plano de salvação para humanidade. Quem edifica a sua casa espiritual no amor pode ter certeza de que será capaz de: vencer as tentações. Ver I João 2.14; seguir de força em força. Ver Salmo 84.7; estar sempre florescente. Ver Salmo 92.12. Portanto, certamente, alcançará a perfeição em Cristo Jesus. Ver Efésios 4.13.

CONCLUSÃO - Deus há de conceder a Sua graça a cada crente que procura, com diligência, o crescimento espiritual. Ele é capaz de fazer muito mais do que aquilo que pedimos. Quando fazemos a nossa parte, mesmo que seja com dificuldades, Ele está pronto a nos dizer: “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus: eu te esforço e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.” Isaías 41.10.

Luís Carlos Fonseca

2 comentários:

  1. Simplesmente maravilhoso! Principalmente, para quem ama as Escrituras Sagradas. Um estudo resumido de Crescer na graça e no conhecimento de Jesus, impactante. Conhecimento + poder no Espírito Santo, gera Crentes saudáveis, inteligentes, amigos do bem, cordatos, verdadeiros servos. parabéns ao autor.

    ResponderEliminar