quinta-feira, 6 de Outubro de 2011

ESBOÇO DE SERMÃO - UM CHAMADO PARA SERVIR


UM CHAMADO PARA SERVIR

Mateus 20:26-28


Introdução
1.      A intenção do verso 28 é ilustrar para os discípulos, a necessidade de considerar os outros, de viver pelos outros, de ser servo dos outros, e de não pensar somente em nossos próprios interesses.


2.       Os discípulos estavam buscando para si mesmos altas posições no reino e tinham ciúmes uns dos outros por causa da possibilidade de outros ocuparem posição superior.

3.       Jesus mostrou que a verdadeira grandeza consiste na imitação da atitude do Filho do homem: “Veio para servir...”

4.       Ideias equivocadas sobre servo: Espírito esmagado, sem autoestima, sujo, enrugado, cansado, inclinado sobre o trabalho.

I.           Servo X Celebridade
1.       Ilustração: O Astronauta James Irwin disse: “Quando voltava para a Terra compreendi que era um servo e não uma celebridade. Por isso agora me encontro aqui como servo de Deus, neste planeta, para falar do que vivi, a fim de que outros possam conhecer a glória de Deus.”

2.       Os dicionários apresentam a palavra vocação como: Chamamento, escolha, eleição, tendência, inclinação.
a)       Vocação de servir é eleição para um mister.

b)       A vocação não parte do homem, mas de Deus.
1)       Quem nos chama é o Espírito Santo atuando em nossa consciência despertando amor por uma missão.

2)       A vocação de servir produz alegria e satisfação. É um privilégio...

3.       Thomas Carlyle escreveu: “Bem-aventurado aquele que descobriu a sua verdadeira vocação, ele não deve procurar outra bênção, pois encontrou o supremo ideal de sua existência.”

4.       Mateus 20:26-28 – Há duas palavras:
a)       Diakonos – É o que atende as necessidades ou carências de outro. Podia ser um escravo, ou um homem livre. A palavra Diakonos implica um serviço voluntário.

b)       Doulos – significa escravo. Geralmente se usa diakonos para aquele que exerce um tipo de ministério.

1)       A essência do reino de Deus consiste em servir a Deus e ao próximo, voluntariamente.

II.          Servo na Bíblia e hoje
1.       Na Bíblia
a)       Gen. 9:25: “maldito seja Canaã; Seja servo dos servos  a seus irmãos.”

b)       Deut. 5:15: “Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito.”

c)       I Sam. 3:9: “Fala Senhor, porque o Teu servo ouve.”


d)       Salmo 119:125: “Sou Teu servo; dá-me entendimento, para que eu conheça os Teus Testemunhos.”

e)       Isa. 43:10: “Vós sois as Minhas testemunhas, diz o Senhor, o Meu servo, a quem escolhi.”

f)        Isa. 53:11: “...O Meu servo, o justo, ... justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si.”

g)       Lucas 12:37: “Bem-aventurados aqueles servos a quem o Senhor, quando vier, os encontre vigilantes.”

h)       I Cor. 9:19: “Porque, sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos, a fim de ganhar o maior número possível.”

2.       O que representa ser um servo hoje?
a)       Disraeli disse: “O mundo pertence aos intrépidos.”

1)       O ditado da maioria hoje é: “O mundo pertence aos espertos.”

2)       Servir não, mas Servir-se.

b)       Contudo, pouco a pouco esta ideia de servir-se está perdendo espaço.

1)       “Você vai dar certo?” é o título de uma matéria em uma conceituada revista que apresenta o perfil de uma pessoa de sucesso: “Jamais pergunte o que ganho com isto, mas como contribuirei para que a organização alcance seus objetivos?”

2)       “Não pergunte o que seu país pode fazer por você, mas o que você pode fazer por seu país.”  John Kennedy.

3)        

III.        Esta é a ideia de servir
1.       Ilustração: Entre os primeiros difusores da literatura adventista no Brasil está William Henry Thurston.

Em agosto de 1894, desembarcou no Rio de Janeiro com sua esposa, com poucos dólares e algumas caixas de livros. Quando o vapor Magdalena se afastou do porto, rumo ao Sul, eles permaneceram no porto, esperando em vão que alguém os ajudasse com a bagagem e os guiasse. Após esperarem por várias horas, chegaram por meios próprios com toda a bagagem a um hotel.

Tinham sido enviados para instalar um depósito ou agência de livros adventistas que atenderia todo o Brasil. Como missionário de sustento próprio. Thurston teria que depender da venda da literatura e ajustar-se à mais estrita economia.

Não trouxera livros em português, senão em inglês e alemão, e a população que falava estes idiomas era escassa no Rio. Os Thurston passaram dias de necessidades, ameaçados pela fome, que provou seu valor e sua fé.

Deus os esqueceria nessas circunstâncias? Em uma ocasião, um missionário de outra denominação, sem que o solicitasse emprestou-lhe dinheiro, dizendo-lhe: Aqui há um pouco de dinheiro, quero que você o receba e o guarde até que eu o peça. Use-o”.

Mais tarde disse-lhe que não costumava emprestar dinheiro, mas Deus lhe havia dito para fazer isto aos Thurston.

Obstáculos foram superados pouco a pouco. Em 1900, publicou a revista Arauto da Verdade. Precursora das publicações adventistas no Brasil.
Conclusão
1.       Mateus 20:28: “Tal como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate por muitos.”

2.       Leia Filipenses 2:7 e 8

3.       Jesus é a minha motivação para servir?

a)       João 15:15-16: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de Meu Pai vos tenho dado a conhecer.”

“Não fostes vós que Me escolhestes a Mim; pelo contrário, Eu vos escolhi a vós outros...”

b)       Ele nos escolheu, elegeu, separou, vocacionou, para servir.

c)       Que sirvamos com gratidão e alegria... Ele é nossa motivação.

         Revista do Ancião  /  jan – mar 2003 – Oferecido por Depto de comunicações da UCB
    
         Luís Carlos Fonseca


Sem comentários:

Enviar um comentário