sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Os Três Propósitos da Igreja de Jesus Cristo


Os  Três Propósitos da Igreja de Jesus Cristo

A ADORAÇÃO – “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.” João 4:23
Este propósito é o mais fácil de ser realizado, porque, quem não gosta de ir à igreja e adorar a Deus? Cantar hinos e fazer orações é a parte poética da vida religiosa. Todas as religiões cristãs procuram adorar a Deus dentro de seus estilos e culturas, mas o fazem com sinceridade e na melhor das intenções.


A mulher samaritana questionava o Senhor Jesus sobre onde deveria acontecer a adoração a Deus, e Ele respondeu: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.”  Ou seja, a adoração não seria mais em lugares específicos como Jerusalém ou nos montes; e, sim em todo o mundo; porque não importa seu estilo de adoração, mas, o que importa é que seja feita em espírito e em verdade.

Os seres humanos foram criados para adorar a Deus, e como diz o Salmo 96: 2 e 3 “Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome; anunciai de dia em dia a sua salvação. Anunciai entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas maravilhas.” Podemos adorar a Deus com cânticos, orações, louvores, reverência e estudo da Palavra.  Quando vamos para a igreja devemos ir para adorar ao Senhor.

MANTER COMUNHÃO UNS COM OS OUTROS Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” I João 1:7

Esse propósito leva-nos ao princípio da criação: “não é bom que o homem esteja só”  “Enchei e multiplicai” A família cristã é convidada para congregar; para a oração e o conforto espiritual. Como manter comunhão, se não oramos uns pelos outros? Esse propósito define quem somos, uma Igreja unida ou uma Igreja dividida. A desunião é a maldição das igrejas de hoje. 

Imagine, os jovens não aparecerem nos cultos de oração e nem nos programas J.A, e então quando chega o culto de sábado, estão todos lá, como se nada tivesse acontecido e  como se a comunhão não fosse abalada, mas na verdade não existe real comunhão. Comunhão significa participar de todos os programas da igreja, internos e externos. Como você sabe se sua igreja não está unida? É simples a resposta: quando você observar a falta de colaboração nas atividades entre os próprios irmãos da igreja, isso é um sinal que não há real comunhão na igreja. A forma que a igreja recebe os visitantes também demonstra sua comunhão. Se alguns não participam da Santa-Ceia também demostra a falta de comunhão.

O Senhor Jesus Cristo disse: Marcos 12:31 “E mandamento é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” Quando conseguimos cumprir o segundo propósito da igreja, o terceiro passa a ser uma tarefa prazerosa que é  amar os perdidos e se preocupar com a salvação deles. Isso  alegra o coração de Deus.

FAZER DISCÍPULOS  - “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:19-20

Antes de você sair para evangelizar, você deve fazer as seguintes perguntas: Como era minha vida antes de conhecer Jesus? Como percebi que precisava de Jesus? Como comprometi minha vida com Cristo? Que diferença faz Jesus em minha vida?

A mensagem da cruz não pode ser teológica, nem tão pouco deve ser misturada com teses pessoais ou com opiniões próprias; e, sim a mensagem da cruz.

Você também deve dar um bom testemunho na vida, e deve contar do seu testemunho: conte a história de como você iniciou o seu relacionamento com Cristo. Suas lições de vida que Deus lhe ensinou. Encontre amigos e famílias com quem estudar a Bíblia. Convide pessoas para assistir aos programas da sua igreja. Participe da evangelização!
 
Que Deus abençoe você e a mim para que possamos cumprir esses propósitos na Sua igreja.

Luís Carlos Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário