quarta-feira, 10 de Novembro de 2010

Galeria dos Heróis da Fé

Introdução

1. O capítulo 11 de Hebreus contém uma das mensagens mais animadoras da Bíblia. Apresenta em 40 versículos as fantásticas proezas da fé na vida de 16 heróis e heroínas da Bíblia.

2. A fé personalizada na vida de homens e mulheres reais é o tema desse capítulo. “Fé” é uma palavra empregada 23 vezes.

I. Fé – O Segredo do Sucesso

1. Ler Hebreus 11:1 – é a única definição de fé que se encontra nas Sagradas Escrituras.

a) A Bíblia fala de homens e mulheres que viveram pela fé, que triunfaram pela fé, mas só este versículo explica o que é fé: “É a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem.”

2. Esta definição apresenta duas esferas de ação:

a) A esfera das coisas que se esperam. As coisas desejadas que se esperam, mas ainda não possuídas.

b) A esfera das coisas que não se veem. Aquelas que estão além da esfera de uma possível demonstração para os sentidos.

3. Assim como a visão física produz convicção ou evidência de coisas visíveis, a fé é o “órgão” que habilita as pessoas a ver o mundo invisível.

a) Fé é a confiança em Deus. Os heróis e heroínas não se destacaram por suas qualidades naturais (muitas vezes até pelo contrário), mas chamaram a atenção pela resoluta espontaneidade por confiar em Deus.

b) Fé é acreditar que Deus nos ama e sabe o que é melhor para nós. A fé é o meio pelo qual podemos nos apropriar de todas as bênçãos do evangelho. A fé é a mão pela qual a alma se apodera das ofertas divinas, de graça e misericórdia.

4. A fé é um dom de Deus, mas a faculdade de exercê-la é nossa.

a) A fé produz uma nota de triunfo. A fé é a vitória que vence o mundo e a todos os inimigos de Deus. “O justo viverá pela sua fé” (Heb. 2:4).

b) A fé é o laço salvador que liga a humanidade crente em Deus.

5. A fé verdadeira e viva é dinâmica. Gera bons frutos. São frutos de fé. Tanto a fé como o amor são melhor compreendidos observando-se seus resultados.

a) “Pela fé” – demonstra que algum conhecimento ou prática anterior constitui a base da certeza. Exemplo: Abraão. Ele saiu de sua terra sem saber para onde ia, mas sua fé estava baseada em seu conhecimento anterior com Deus.

b) “Pela fé” – leva a resultados bem-sucedidos com base em experiências passadas.

c) O estilo “pela fé!” também precisa fazer parte de nossa vida.

II. Os Heróis e Heroínas

1. A fé é melhor compreendida olhando-se para as pessoas que a demonstram. Dê uma olhada no que a fé fez na vida desses heróis do passado. Veja o que ela fez na comunidade em que eles viviam.

a) Esses heróis e heroínas, 16 dos quais Paulo menciona diretamente pelo nome e 20 ou mais que ele apenas cita, são uma casta distinta: (1) Abel – Começa com Abel: filho do primeiro casal e a primeira vítima de assassinato. (2) Enoque. (3) Noé. (4) Abraão. (5) Sara. (6) Isaque. (7) Jacó. (8) José. (9) Moisés. (10) Raabe. (11) Gideão. (12) Baraque. (13) Sansão. (14) Jefté. (15) Davi. (16) Samuel.

b) São 16 modelos dignos de serem imitados. Estão mencionados nesta galeria de heróis espirituais não porque fossem perfeitos, excepcionalmente piedosos durante toda a vida, super-santos, mas porque confiaram em Deus, confiaram nas Suas promessas. Eles estavam voltados para o futuro. Eram motivados pela convicção de que o que Deus tinha dito aconteceria. Eles confiaram.

c) Eles são testemunhas das possibilidades da vida de fé.

d) Estes personagens notáveis viveram nos tempos do Antigo Testamento. Não tiveram o exemplo supremo de Cristo para imitar e reproduzir na vida. O modelo existia na profecia, não na História. No entanto, chegaram a ser como Jesus no caráter.

2. Paulo oferece (no final do capítulo) alguém melhor que todos os personagens registrados no Antigo Testamento: Jesus Cristo.

a) O apóstolo nos convida a colocar os olhos nEle (ler Heb. 12:1-5).

III. Como Conseguir Tão Excelente Fé.

1. A fé é a fonte da ação dinâmica e das boas obras. A fé tem sua origem em três causas: (1) a leitura das Sagradas Escrituras (João 20:30-31); (2) a pregação da Palavra (João 147:20); (3) em ouvir o evangelho (Atos 15:7). A fé nasce como consequência de uma dessas três forças.

a) A fé produz boas obras como consequência de ser movida pela Palavra de Deus.

b) Ao expor a Palavra, a fé é acesa até chegar a converter-se em um fogo que aquece a esperança e a expectação. Ilustração: Numa cela da cidade de Colônia (Alemanha), depois da Segunda Guerra Mundial, alguém encontrou essas palavras escritas na parede: “Acredito na existência do sol ainda que não brilhe; Acredito na existência do amor, ainda que não sinta; Acredito em Deus, ainda que esteja em silêncio.”

2. A fé penetra na obscuridade e aceita as providências de Deus, ainda que produzam pena e sofrimentos.

a) Milhares de cristãos já passaram pelas agruras da perseguição. E venceram pela fé.

Conclusão

1. Que o invisível e distante se torne uma realidade em nossa vida.

2. A lista de heróis não é dada para nos desanimar. Ao contrário, é para encorajar-nos.

a) Quando estamos convencidos de que temos lábios impuros e estamos perdidos, é ótimo considerar os homens e mulheres que desfilam por este capítulo.

3. A mensagem deste capítulo muda tudo...

a) Ela nos dá uma visão do que Deus fez pelos outros e como resultado nos encoraja.

b) Se Gideão. Com uma fé tão pequena, obteve um bom nome, há esperança para nós. Se Raabe prevaleceu, Deus pode perdoar também os nossos pecados.

c) Se Sansão finalmente foi perdoado, temos esperança.

d) Se Jacó ao final ganhou o Céu, não temos que desesperar.

e) Agradecemos a Deus pelo capítulo 11 de Hebreus. Ele instala a paz e a esperança em nosso coração.

Revista do ancião.

3 comentários: