segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011

ESTUDO DA BÍBLIA - COMO LIDAR COM AS TENTAÇÕES.


Já publiquei neste blog o tema: “Como funciona a tentação”. Nesta reflexão, quero dar ênfase em como lidarmos com as tentações; mas, desejo também mencionar, mesmo que superficialmente, os 5 passos da tentação, que podem conduzir ao pecado

1) Satanás é o originador de todas as tentações. “Ninguém, sendo tentado diga: De Deus sou tentado...Deus a ninguém tenta. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela própria concupiscência.” Tiago 1:13 e 14. Ver também em Lucas 4:1-14, as tentações que Jesus sofreu, instigadas pelo diabo no deserto.

Eis os cinco passos da tentação:

1º) Atenção. Nossa atenção é despertada para as coisas desta vida. Nossos sentidos captam as coisas boas e más ao nosso redor; pois, estamos em um mundo de pecados. Martinho Lutero certa vez disse: “ Não podemos evitar que as andorinhas voem sobre a nossa cabeça; mas, podemos evitar que elas façam ninhos.”
  
2º) Consideração. Deus nos dotou com a faculdade da livre escolha. Deus nos deu a capacidade de considerarmos a possibilidade de pecar ou não. Foi assim desde o jardim do Éden, e assim será. Pois Deus nos deixa livres.  

3º) Desejo Momentâneo. Somos feitos de carne e osso e não de ferro e óleo. Sentimos o desejo de pecar, especialmente naquilo que somos mais frágeis. O inimigo conhece os nossos pontos fracos e ataca-nos especialmente na nossa vulnerabilidade. Dado a nossa carga genética de mais de 4000 mil anos, e o meio em que fomos criados, é inevitável que sofreremos tentações. Sentir desejo de pecar não é pecado.
  

4º) Desejo Acariciado. A partir do momento que passamos a acariciar o desejo, que até então surgiu espontaneamente, aí passamos a ceder espaço para o diabo, e começamos a pecar. Pecamos, mesmo que intelectualmente, neste estágio da tentação. Nos  passos anteriores, ainda não cometemos pecados.

5º) Pecado Consumado. O ato será apenas o reflexo do descuido da fase anterior.

2) Para mantermos a vitória sobre a tentação, é necessário evitarmos aqueles lugares frequentados, que convidam para o pecado, aqueles prazeres carnais que nos levam para longe de Deus, aqueles hábitos perniciosos que enfraquecem nossa moral ou saúde física e aquelas coisas específicas que constituem a própria origem da tentação. Veja que texto lindo e importante: “ Sujeitai-vos , pois, a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e Ele Se chegará a vós. Alimpai as vossas mãos, pecadores, e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.” Tiago 4: 7 e 8

3) Jesus enfrentou todas as tentações que nos são comuns, em grau muito maior, e venceu: “Porque não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-Se das nossas fraquezas, porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemo-nos. Pois, com confiança, ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.”  Hebreus 4:15 e 16
4) Através do poder de Jesus, a vitória sobre a tentação é-nos assegurada: “ Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé.” I João 5.4. Ver também Romanos 8:5-15, I Cor. 1: 27 a 30.

Que Deus nos abençoe para, em Seu poder, sairmos vencedores das tentações.

Luís Carlos Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário