terça-feira, 5 de Abril de 2011

ESBOÇO DE SERMÃO - Jesus Quer Viver Com Você



Jesus Quer Viver Com Você

Introdução

1.         Um estudante, certa vez, perguntou a Philips Brooks: É o relacionamento pessoal com Cristo uma parte do cristianismo?” O grande pregador respondeu: “Isto é o propósito do cristianismo – o relacionamento pessoal com Cristo é o cristianismo”. Esta é a diferença  entre a religião da Bíblia e as outras.

a)      Quanto mais uma pessoa conhece a Jesus, mas cristã ela se torna. Isso está de acordo com as palavras de Cristo: “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17:3).

2.         Disse Paulo: “Já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no filho de Deus, que me amou e a Si mesmo Se entregou por mim” (Gál. 2:20).

a.       Paulo quer dizer que a velha vida é crucificada e enterrada, e que uma nova começa. E a espécie de vida que Cristo viverá no novo crente é muito diferente da vida pecaminosa do homem que ainda não se converteu. Vejamos a resposta das Escrituras a muitas perguntas sobre a nova vida.

I.          Cristo Vive Em Nós Pelo Seu Espírito


1.       O que Cristo prometeu a seus discípulos, antes de retornar ao Céu? Ler João 14:16 e 17.

a)      Qual a relação entre o Espírito e o crente? Ler João 14:17 e I João 3:24.

b)      Aí está a explicação de um grande mistério. Cristo habita em nós pelo seu Santo Espírito.

c)       Como o Espírito Santo nos ajuda no estudo da Palavra de Deus? Ler João 14:26, 16:13 e 17:17.

d)      Ao habitar em uma pessoa, como o Espírito afeta o seu caráter? Ler Efés. 3:14-19.

2.       Nossa oração deve ser: “Senhor, cumpre Tua promessa e envia Teu Espírito para habitar em meu coração.” (Ver Atos 2:37-39).

II.        Relacionamento Pessoal Com Cristo

1.     Com que planta Deus comparou o Seu povo nos tempos do Antigo Testamento? “Trouxeste uma videira do Egito, expulsaste as nações, e a plantaste” (Sal. 80:8). Ler também Jeremias 2:21.

2.     Quem que disse Cristo era a videira verdadeira? “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor” (João 15:1).

a)      Que lição espiritual Cristo tirou da videira? Ler João 15:4 e 5.

b)      Nós permanecendo em Cristo e Cristo em nós, uma íntima e pessoal união entre Cristo e nós, uma união tão íntima como um ramo que nasce do tronco da videira.

3.       Disse Ellen G. White: “perguntais: ‘Como permanecerei em Cristo?’ Do mesmo modo que O recebestes a princípio. ‘Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nEle’. Col. 2:6. ‘O justo viverá pela fé’. Heb. 10:38. Vós vos entregastes a Deus, para serdes inteiramente Seus, para O servirdes e Lhe obedecerdes, e aceitastes a Cristo como vosso Salvador. Não pudestes vós mesmo expiar os vossos pecados ou mudar vosso coração; mas tendo-vos entregue a Deus, crestes que Ele, por amor de Cristo, fez tudo isto por vós. – Caminho a Cristo, págs. 69 e 70.

a)      Se andamos no Espírito, que coisas faremos? “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. ... Ora, as obras da carne... são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a  estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam” (Gál. 5:16-21).

4.       Que outros resultados serão vistos na vida daqueles que recebem o Espírito Santo em seu coração? Ler Atos 1:8.

a)      O perdão dos pecados passados e a entrada do Espírito Santo no coração para produzir os abençoados frutos da justiça (Gál 5:22-25) são experiências tão maravilhosas que o cristão não pode deixar de falar aos outros da salvação que ele aprecia.

III.      Alimento Espiritual Para o Cristão

Que lição espiritual quis Deus ensinar aos israelitas ao dar-lhes o maná? Ler Deut. 8:3.

a)      Como os profetas ampliaram esta imagem de viver pela Palavra de Deus? “Achadas as Tuas palavras, logo as comi; as Tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração” (Jer. 15:16). Leia ainda Ezeq. 2:8-10; 2:1-3.

b)      Aquilo que é comido, passa a fazer parte do ser. Então, quando comemos a Palavra de Deus, ela torna-se uma parte de nós.
c)       Que aplicação fez Jesus do maná? Ler João 6:35, 48-51.

d)      Quando os judeus interpretaram as Suas palavras literalmente, como Cristo enfatizou Seu ensino? Ler João 6:53-55.

e)      “Comer a carne e beber o sangue de Cristo é recebê-Lo como Salvador pessoal, crendo que Ele perdoa nossos pecados, e nEle estamos completos. É contemplando o seu amor, detendo-nos sobre ele, sorvendo-o, que nos havemos de tornar participantes de Sua natureza. O que a comida é para o corpo, deve ser  Cristo para a alma.” – O Desejado de Todas as Nações, pág. 389.

f)       Como Cristo explicou isso aos discípulos em particular? Ler João 6:63.

1.       O valor literário e cultural das palavras de Cristo é inestimável, mas o poder real de Sua Palavra está em produzir uma vida transformada (ver I Pedro 1:23-25).

a)      Em sua oração modelo, o que Cristo ensinou-nos a pedir? “O pão nosso de cada dia dá-nos hoje (Mateus 6:11).

b)      Pelo Seu ensino anterior, como é registrado em João 6, é evidente que Cristo planejava incluir tanto o pão espiritual como o material, todos os dias, para manter a saúde e o vigor.

c)       Devemos participar cada dia do alimento espiritual que está na Palavra de Deus, se queremos manter uma viva união com Cristo, que é a Palavra viva (João 1:1-3 e 14).

 Conclusão

1.       Quando o cristão se alimenta da Palavra de Deus, ele cresce “na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (II Pedro 3:18). 

a)      Graça e poder de Deus operando na vida. Temos que experimentar este poder transformador cada dia, por isso dependemos do alimento diário da Palavra de Deus.

2.       Que Deus esteja sempre ao seu lado em sua jornada para o Céu!

 Revista do Ancião, Jan – Mar, 2004- Oferecimento Dpto Comunicações UCB


Luís Carlos Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário