quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Arca de Noé, Símbolo da Igreja de Cristo.

Arca de Noé, Símbolo da Igreja de Cristo.

A igreja cristã pode ser comparada com a arca de Noé. Noé estava com seiscentos anos quando entrou na arca, e após sete dias que ele estava lá com os animais, com a família e com os alimentos necessários, o Senhor Deus fez chover quarenta dias e quarenta noites sobre a terra. 

Com isto a arca se elevou e andava sobre as águas. Todos os altos montes que havia debaixo de todo o céu foram encobertos. Após a chuva de quarenta dias, ainda havia águas sobre a terra durante mais cento e cinquenta dias. Deus lembrou.Se de Noé, fazendo um vento passar e aquietar as águas, e a arca repousou no sétimo mês, exatamente no dia dezessete, sobre os montes de Ararate. Noé abriu a janela da arca e soltou um corvo, que saiu voando mas voltou por não ter encontrado lugar seco onde pousar. Tempos depois soltou uma pomba, a fim de fazer novo teste e também não encontrou repouso.

Noé passou 370 dias na arca, foi mais de um ano! Leia os seguintes versos e faça os cálculos: Gênesis 7:11,13. 8:13,14,18,19. A história da arca de Noé é uma das mais belas e interessantes da Bíblia. A saga dos bichos dentro de um enorme barco singrando pelas águas do dilúvio, é fascinante!

A arca de Noé tem tudo a ver com a Igreja de Jesus Cristo. A arca era o lugar da diversidade. Nela não entraram somente; tigre, leopardo e onça, da mesma raça; mas todas as espécies de animais estavam lá. A arca, portanto, era o lugar das diferenças, cada um com a sua característica, sua natureza e seu jeito de proceder. A igreja também é o lugar onde encontramos pessoas de várias culturas, raça e formação pessoal. Apesar de ter vários animais a arca era um lugar da segurança. O mal cheiro dos animais deve ter deixado o ambiente insuportável. Havia muito barulho e, com certeza, sobravam reclamações. A vontade de saltar da arca era grande. Mas lá fora só havia água e reinava o caos. Na igreja encontramos problemas e passamos por momentos difíceis, mas no corpo de Cristo encontramos a segurança da edificação mútua, da comunhão de uns para com os outros, do amor fraternal e do companheirismo; coisas que, “lá fora”, até podemos encontrar, mas com uma diferença crucial: o mundo não vive na esfera do amor de Deus, como a Igreja vive. Isto faz diferença e traz segurança para o cristão sincero.

A igreja de Deus é uma grandiosa arca de Noé. Nós todos fomos chamados em Cristo, através do Espírito Santo, a deixarmos o mundo para entramos no reino da Sua salvação. Nós, que já entramos na arca de Cristo, temos que dar graças a Deus por todo aquele que, ouvindo a Palavra do Evangelho, também entra na Arca. É só uma questão de conhecer o amor de Deus, através do seu testemunho, que também vão desejar entrar na arca da Salvação, que é a igreja de Cristo.

Você, que já abandonou as coisas do mundo, é convidado à desenvolver a paciência e tolerância. Paulo menciona esses atributos assim: “Corroborados em toda a fortaleza, segundo a força da sua glória, em toda a paciência, e longanimidade com gozo.” Colossenses 1:11

Jesus é o nosso maior exemplo de tolerância para com as injustiças dos outros, pois “como o Cordeiro Ele foi levado para o matadouro.” Isaías 53:7. Ele disse: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.” Luc. 23:34

O apóstolo Paulo também foi um exemplo no aspecto da tolerância, mansidão e amor para com as pessoas. Veja estes textos: “Além disto, eu, Paulo, vos rogo, pela mansidão e benignidade de Cristo, eu que, na verdade, quando presente entre vós, sou humilde, mas ausente, ousado para convosco.” II Coríntios 10:1

“Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Filipenses 2:3-8

O cristão é convidado a desenvolver a prática da paciência. Somente assim ele consegue alcançar a plenitude das bênçãos de Deus e ainda influenciar pessoas para o reino dos céus. Deus Deixa-nos vários conselhos em Sua palavra. Veja este conselho: “Rogamo-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos. Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, tanto uns para com os outros, como para com todos.” I Tessalonicenses 5:14-15.

Deus pede humildade, mansidão e tolerância para todos os que estão dentro da arca de Noé atual, a igreja. Veja a preciosidade deste texto: “Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.” Colossenses 3:13.

A arca é a igreja que tem como líder o próprio Deus, Jesus Cristo, e o convite de Deus é o Evangelho, os sobreviventes são todos os que atenderem ao chamado e entrarem na arca através do batismo. Deus não força a entrada na arca da Sua igreja, mas promete dar segurança lá dentro a despeito do mal cheiro que terão que suportar por mais algum tempo. Depois de volta de Jesus todos os salvos estarão livres das lembranças passadas. Estarão salvos eternamente das águas violentas deste velho mundo e seguros dentro das portas da Arca Celestial, a Nova Jerusalém. “E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão.” Apocalipse 22:3.

Luís Carlos Fonseca



1 comentário: