sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

O Voto de Nazireu

O Voto de Nazireu

Quando ouvimos o termo “nazireu” lembramos logo de Sansão e do voto que seus pais fizeram antes do filho nascer. Nessa história, o pai de Sansão, chamado Manoá, tinha uma mulher que não podia ter filhos. Um anjo apareceu-lhe e disse: “Eis que és estéril e nunca tiveste filho; porém conceberás e darás à luz um filho.” Juízes 13:3. O menino que nasceu dessa promessa é o mais famoso “nazireu” da Bíblia; “Sansão”.

O anjo disse: “…porquanto o menino será nazireu consagrado a Deus desde o ventre de sua mãe…” Juízes 13:5

Nazireu é o nome dado à pessoa que fez um voto ou uma promessa que na Bíblia é chamado voto de nazireado. A respeito deste voto encontramos tudo detalhado em Números 6:1-21.

Em I Sam. 1:11 vemos que Ana também fez um voto de nazireado a respeito de Samuel, dizendo: “ó Senhor dos exércitos! Se deveras atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas lhe deres um filho varão, ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida, e pela sua cabeça não passará navalha”.

Os nazireus eram consagrados à vida religiosa desde o ventre da mãe. Os mais antigos nomes registrado na Bíblia são Sansão e Samuel. Outro exemplo mais próximo de nós foi o de João Batista.

Quais eram as leis do nazireado?

1) A pessoa devia abster-se do vinho e bebidas fortes: “De vinho e de bebida forte se apartará; vinagre de vinho, nem vinagre de bebida forte não beberá; nem beberá alguma beberagem de uvas; nem uvas frescas nem secas comerá.” Números 6:3

2) Não podia comer nada que procedesse da videira, nem mesmo as sementes ou as cascas: “Todos os dias do seu nazireado não comerá de coisa alguma, que se faz da vinha, desde os caroços até às cascas.” Números 6:4

3) Não devia cortar o cabelo: “Todos os dias do voto do seu nazireado sobre a sua cabeça não passará navalha; até que se cumpram os dias, que se separou ao Senhor, santo será, deixando crescer livremente o cabelo da sua cabeça.” Números 6:5

4) Não podia aproximar-se de pessoas mortas: “Todos os dias que se separar para o Senhor não se aproximará do corpo de um morto.” Números 6:6. Encontramos basicamente estes pontos.  A respeito dos mortos a lei era bastante rigorosa conforme encontramos em números 6:6-12

O voto de nazireu era para sempre? A Bíblia menciona que o voto de nazireu tinha um prazo de validade e expirava após um determinado período, seguido de uma série de cerimônias que davam a entender quem era ou não nazireu. Começavam à porta da tenda da congregação e exigiam as oferendas descritas na Bíblia, após o ritual presidido por um sacerdote. Ainda à porta da mesma tenda o nazireu cortava o cabelo, que era queimado no próprio fogo do sacrifício. Nada podia guardar como prova da sua consagração anterior. Ver Números 6:13-21. 

Sansão quebrou todos os votos de nazireu e provocou vergonha aos pais, povo de Israel e ao próprio Deus. Samuel e João Batista foram fiéis e escreveram uma bonita história em favor do Cristianismo.

Quem são os nazireus atuais?

Hoje Deus tem separado um povo peculiar e de boas obras para O representar aqui na terra. Os “nazireus” de hoje são pessoas que vão muito além das palavras e das aparências. São pessoas que vivem e buscam verdadeiramente a santidade e a presença de Deus. São pessoas comprometidas com a verdade e estão dispostas a muitos sacrifícios em favor da causa de Cristo. Os nazireus atuais não se envolvem e nem se iludem com as alegrias passageiras que o mundo oferece. O prazer do filho de Deus não está nas coisas deste mundo e nem nos prazeres efêmeros que o mundo oferece, como; vícios, intemperança, drogas e sexo desaprovado por Deus. Os nazireus atuais buscam as coisas que realmente satisfazem a alma e acatam as orientações de Deus: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”. I João 2:15.

Os nazireus de hoje são pessoas que não se contaminam com o pecado e nem se deixam influenciar por outras pessoas que vivem em pecado, por mais próximas e influentes que estas pareçam ser. Os nazireus de hoje não praticam as obras da carne, como Sansão, mas vivem separados para a causa de Deus. Veja este texto: “Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.” Romanos 8:8

Os verdadeiros filhos de Deus fazem jus a vocação e chamado que Deus lhes fez. Veja este texto: “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” I Pedro 2:9

O filho de Deus não fica limitado apenas dentro das quatro paredes da igreja através dos seus cultos e reuniões, mas a sua santidade é vista pelos homens, e estes percebem que são diferentes porque os nazireus continuam honrando ao Senhor em todas as suas atitudes diárias, no trabalho, na escola, em casa, na rua, em qualquer lugar. Os votos do casamento, do batismo e contratos feitos com os homens são obedecidos e cumpridos para honrar Deus. Os filhos de Deus dão testemunho através da vida e das palavras.

Assim como os nazireus do passado, os filhos de Deus atuais tem uma missão que é a de anunciar as boas novas do evangelho. No passado a nação de Israel foi escolhida por Deus para anunciar os oráculos do Deus Criador, hoje somos salvos por Jesus para “anunciar as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” I Pedro 2:9.

Os nazireus de Deus devem anunciar as virtudes de Cristo e não de uma instituição, seja ela qual for. Precisamos anunciar as virtudes de Jesus e não a nossa sabedoria e poder. Precisamos ir à Cristo e conduzir as pessoas à Cristo. Jesus tem poder para fazer qualquer coisa! É Ele que salva, cura, liberta, santifica, concede poder para fazer a Sua vontade e dá dons aos homens. Enfim, Ele é, e sempre será Deus que faz as coisas acontecerem para a salvação de todo aquele que crê. É por isso que a glória é sempre de Jesus! E é por isso que precisamos viver e pregar para a glória de Deus. Quando isso acontece, Deus alcança vidas e cumpre os Seus desígnios. Veja este texto: “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente”. Romamos 11:36. Feliz Nazireado! 


Luís Carlos Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário