quinta-feira, 3 de Maio de 2012

POR QUE É IMPORTANTE PARTICIPAR DE UM PEQUENO GRUPO?



PEQUENOS GRUPOS

Por que participar de pequenos grupos? Os pequenos grupos nasceram na mente de Deus. Em todas as épocas Deus valorizou a família e aquilo que ela podia fazer em favor dos amigos, familiares e vizinhos. No sistema patriarcal Deus chamava as famílias fiéis a Ele para influenciar, instruir, conduzir à Deus e santificar os povos vizinhos.

Fomos criados à imagem e semelhança de Deus, e as pessoas precisam de Deus e das pessoas. E os relacionamentos humanos são fundamentais para a evangelização. Discipulado se faz através de relacionamentos. O cuidado do rebanho se faz através de relacionamentos, pois “admoestar os insubordinados, consolar os desanimados e amparar os fracos” é dever de todos os cristãos.Conforme lemos em I Tessal. 5: 14.  Mesmo porque a dinâmica da igreja está alicerçada nos 10 mandamentos que, de forma resumida, resumem-se no amor a Deus e ao próximo.

Em primeiro lugar, os vários ministérios e departamentos da igreja são desenvolvidos através de relacionamentos. Os vários ministérios e serviços da igreja não estão ligados apenas a estruturas e programas, mas também, e especialmente, a pessoas.


Em segundo lugar, cremos que todo cristão é um ministro. Isto implica dizer que o ministério é tarefa de todo o povo de Deus, e não apenas dos pastores chamados ordenados. Ministério não é apenas o trabalho dos pastores da Igreja. Todo serviço cristão realizado por amor a Cristo e ao próximo é ministério. A edificação da igreja cristã está na proporção direta de sua capacidade de mobilizar todos os seus membros, à luz dos dons espirituais e ministérios pessoais.

Em terceiro lugar, cremos que a Igreja é o corpo vivo de Cristo. A ênfase em relacionamentos e a convicção de que todo cristão é um ministro, apontam para o fato de que a igreja de Cristo não é apenas uma comunidade reunida para culto, e voltada para o aspecto interior e de conservação, mas é um organismo vivo que, através dos seus membros, se espalha por todos os lugares, todos os dias, fazendo tudo para a glória de Deus. Ver I Coríntios 10: 31.

Nesse contexto, os pequenos grupos deveriam ocupar um lugar central no cotidiano da igreja de Cristo. Veja estes versos bíblicos:

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações . E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração. Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar”. Atos 2:42- 47

“E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo”. Atos 5:42

“Saudai também a igreja que está em sua casa”. Rom. 16:5

“As igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor Áqüila e Priscila, com a igreja que está em sua casa.” I Cor. 16: 19

“Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia e a Ninfa e à igreja que está em sua casa”. Col. 4: 15

“E, considerando ele nisto, foi à casa de Maria, mãe de João, que tinha por sobrenome Marcos, onde muitos estavam reunidos e oravam.” Atos 12:12

O que são pequenos grupos? Pequenos Grupos são ajuntamentos de 3 a 12 pessoas, com afinidades, e comprometidas entre si, que buscam aprofundar os seus relacionamentos com Cristo e com o próximo, e experimentar a realidade do corpo de Cristo, a partir de reuniões regulares, semanais.

“Convidai os vizinhos para vossa casa, lede-lhes partes da preciosa Bíblia, e de livros que lhes explicam as verdades. Convidai-os a se unirem convosco em cânticos e orações. Nessas pequenas reuniões, o próprio Cristo estará presente, segundo prometeu, e os corações serão tocados pela Sua graça.” C.B.V,  152.

Quando e com que frequência devem se reunir? As reuniões devem ser desenvolvidas semanalmente na casa de um dos membros do pequeno grupo para fins, essencialmente, espirituais e de comunicação da Bíblia. O dia e a hora deve ser de acordo com a possibilidade dos membros do pequeno grupo.

Veja estes textos do Espírito de Profecia: “Haja em toda igreja grupos bem organizados para trabalharem nas vizinhanças dessa igreja.” S. C,  72.

“Que pequenos grupos se reúnam ao anoitecer ou de manhã cedo para estudar a Bíblia por si mesmos. Tenham um período de oração a fim de que sejam fortalecidos, iluminados e santificados pelo Espírito Santo... Se fizerdes isso, vos advirá grande bênção daquele que dedicou toda sua vida ao serviço dAquele que nos remiu com sua própria vida.” Recebereis Poder, 151.

“Se houver grande número na igreja, os membros devem ser divididos em pequenos grupos, a fim de trabalharem não somente pelos outros membros, mas também pelos descrentes.” Evangelismo, 115.

 “Pequenas reuniões em casas particulares, é muitas vezes, mais  bem sucedida em atrair almas para Jesus do que sermões feitos ao ar livre, às turbas em movimento, ou mesmo em salões ou igrejas.” O. Evangélicos, 193.

Como são formados os pequenos grupos? Deve-se escolher um coordenador e um vice-coordenador para liderarem cada pequeno grupo. Ambos podem acumular as funções da música e recepção. A ideia de ter dois é porque quando um estiver impossibilitado de participar, o outro assume para que não seja interrompida a continuidade.

Que materiais são usados nas reuniões? Devem ser escolhidas músicas sacras para serem cantadas em adoração a Deus; e devem ser estudado temas bíblicos, que geralmente o campo local prepara e entrega para cada igreja.


O Pr. Rick Warren, fundador da Saddleback Church na Califórnia, trabalha a partir dos pequenos grupos e ele nos apresenta 8 razões para participarmos de um pequeno grupo:

1. Você entenderá melhor a Bíblia - Se já aconteceu com você de, após ouvir o pastor fazer uma pregação ou o após ouvir o seu professor da escola sabatina, você ter vontade de parar aquela pessoa e pedir mais explicações sobre o que ela falou, então você precisa de um pequeno grupo. Pregação e ensinamento são meios de comunicação. Você ouve enquanto o outro fala. É excelente para adquirir conhecimento, mas não para efetivamente aplicar na sua vida pessoal. Nas reuniões de pequenos grupos, você pode perguntar e esclarecer suas dúvidas, participar de discussões sobre um determinado texto bíblico e ouvir as opiniões pessoais das outras pessoas sobre aquela passagem. A Bíblia deve ser aplicada nas suas próprias situações pessoais e isto acontece melhor num pequeno grupo.

2. Você começará a realmente se sentir como parte da família de Deus - Muitas pessoas que estão participando de um pequeno grupo dizem que o maior benefício é o relacionamento mais próximo e as novas amizades que elas desenvolvem. Frequentemente elas telefonam umas para os outras durante a semana para compartilhar um pedido de oração urgente ou conversar sobre assuntos de estudo e da própria Igreja. Você descobrirá que suas necessidades e problemas não são uma exclusividade sua; “estamos no mesmo barco”. Isto nos ajuda a ver que outras pessoas estão enfrentando as mesmas dificuldades, ou passaram por elas e agora podem compartilhar o que aprenderam nestes momentos difíceis.

3. A oração terá mais significado para você - Muitas pessoas ficam envergonhadas de orar na frente dos outros, especialmente numa Igreja grande, durante um culto. No pequeno grupo você aprenderá a participar nas orações através de uma conversa mais próxima com Deus. Ninguém é pressionado a orar, mas por sentir-se mais confortável diante de pessoas conhecidas e em menor número, você ficará a vontade para pedir orações e orar junto com os outros. Há na Bíblia várias promessas relacionadas com orações em grupo. Orando junto com outras pessoas, estaremos intercedendo juntos e podemos achar respostas para as necessidades de nossas vidas.

4. Você estará melhor preparado para lidar com o stress e as pressões -  O pequeno grupo proporciona excelente apoio em tempos de crises. Você tem uma sensação e certeza de estabilidade e segurança sabendo que há pessoas realmente preocupadas com você e comprometidas a estarem sempre cuidando de você.
Quando alguém perde o emprego, ou tem uma pessoa da família doente, ou uma mãe precisa de alguém para cuidar do seu bebê, estas são necessidades práticas que serão levadas naturalmente aos cuidados do seu pequeno grupo. É o seu pequeno grupo que irá coordenar e suprir as necessidades da sua família em tempos de dificuldades. Muitas pessoas em nossa Igreja podem testemunhar que elas não conseguiriam passar por momentos de dificuldades se não tivessem tido o apoio do seu pequeno grupo.

5. Você desenvolverá um modo natural para compartilhar Cristo com seus parentes, amigos e colegas de trabalho - Talvez seja difícil levar para a Igreja alguns dos seus amigos que ainda não conhecem Jesus. Eles têm uma ideia pré-concebida a respeito disso e colocam-se na defensiva. Mas estas mesmas pessoas podem aceitar um convite para um estudo casual da Bíblia na sua casa durante a reunião do seu pequeno grupo. Na reunião de pequeno grupo, seus amigos não crentes podem fazer perguntas e expressar suas dúvidas sem se sentirem pressionados. Quando estes seus amigos virem o amor, o calor humano e a honestidade no seu grupo, isto pode fazê-los mais receptivos às boas novas de Deus.

6. Você desenvolverá habilidades de liderança que você nunca soube que tinha - A Bíblia ensina que à todo crente é dado certos talentos ou “presentes” para ajudar e beneficiar outras pessoas da família de Deus. Infelizmente a maioria dos cristãos permanece como espectadores por toda sua vida, por que reuniões de grandes grupos, como cultos, são do tipo “sente-se e ouça”. Quando você compartilha e participa de uma reunião de pequeno grupo, você descobrirá suas confidências e sua Auto estima irá crescer. Isto o ajudará no seu trabalho, na igreja e em todos os outros relacionamentos.

7. Você aprofundará seu entendimento sobre adoração - Muitos crentes, erradamente acreditam que adoração acontece somente nos cultos da Igreja, com pregação, coro e ofertas. Adoração acontece toda vez que focamos em Deus. Algumas vezes a adoração acontece de forma mais intensa durante a reunião do pequeno grupo. O crente é levado a adorar Deus em cada lugar, em casa, dentro do carro ou debaixo de uma árvore.

8. Você será um cristão do Novo Testamento - O livro de Atos é muito claro sobre como Deus quer que o Seu povo cresça e tenha suas necessidades atendidas na igreja. Com o funcionamento de pequenos grupos os pastores estarão libertos para a implantação de novas congregações e dar um melhor atendimento às igreja já estabelecidas.

Que Deus nos abençoe para participarmos de um pequeno grupo, em nossa igreja, para cumprirmos a missão de Cristo.

Luís Carlos Fonseca.

Sem comentários:

Enviar um comentário