quinta-feira, 13 de novembro de 2014

O Valor de um Sorriso. Jesus Sorria ou era Sério?

O Valor de um Sorriso. Jesus Sorria ou era Sério? 

O sorriso não custa nada, mas rende muito. Enriquece a quem o recebe, sem empobrecer a quem o dá. Dura alguns instantes, mas seu efeito é para sempre. Ninguém é tão rico que não precise dele e ninguém é tão pobre que não o possa oferecer. Ele traz felicidade em todos lugares, é um sinal de amizade e boa vontade. É força para os desencorajados, um raio de sol para os tristes e esperança para os desesperados. Não se pode comprá-lo, não se pode emprestá-lo e nenhum dinheiro tem o valor que o possa comprar. Ninguém precisa mais de um sorriso, do que aquele que não sabe mais sorrir.

O homem é um ser obcecado pelo prazer. O hedonismo; filosofia que ensina que o prazer é o fim último do ser humano parece reger a humanidade. A grande questão é onde está esse prazer: nas coisas externas, no dinheiro, no sucesso, na cultura, no sexo, na diversão? Salomão buscou a felicidade na bebida, riqueza, sexo e fama; e viu que tudo era vaidade. Ver Eclesiastes 2. O problema não é a busca do prazer, mas o contentamento com um prazer terreno, carnal, passageiro e diabólico.

O cristianismo é a religião do prazer e da felicidade. Deus nos criou para a alegria. A busca da felicidade é legítima e o verdadeiro prazer está em Deus. Fomos criados por Deus, e só encontraremos descanso quando vivemos com Deus.

Por que alguns cristãos vivem tristes e não sorriem? A verdadeira felicidade não é uma promessa para o futuro, mas uma necessidade para o presente. Jesus não disse: Bem-aventurados serão os pobres de espírito, mas bem-aventurados “são”…. Os crentes podem e devem ser felizes agora e; é claro, serão na eternidade. Os crentes são felizes antes mesmo de serem coroados. Eles são felizes não apenas na glória, mas a caminho da glória, que é no reino da graça, aqui e agora. A posse do reino de Deus é algo presente e não apenas para o futuro. Veja as palavras do próprio Cristo: "O reino de Deus não vem com aparência exterior… porque eis que o reino de Deus está entre vós.” Lucas 17:20-21. Alguns filhos de Deus encontram sérias dificuldades com os relacionamentos e trabalho; e, desejam logo morar no céu; e, para se livrarem dos seus desajustes pessoais e sociais, fecham-se dentro dos seus problemas emocionais e não esboçam sorrisos, o que não condiz com o verdadeiro cristianismo pois, até que Jesus não vem, necessitamos trabalhar, conviver e viver com boa disposição e alegria, pois vida continua......

A alegria no Velho Testamento. Nos Salmos, e em outras partes do Antigo Testamento, a alegria está sempre presente e é constante. Menciono apenas algumas amostras: “Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegrias, na tua destra, delícias perpetuamente”. Salmo 16:11. Nos tempos bíblicos, ir à Jerusalém e ao templo significava uma explosão de alegria: “Alegrei-me quando me disseram: vamos à casa do Senhor”. Salmo 122:1. Os profetas quando enxergavam a vitória escatológica, eles colocam a alegria como característica máxima do mundo vindouro: “Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas”. Isaias 55:12. O povo de Israel celebrava as vitórias que o Senhor lhe concedia, com muita alegria. Miriã estava tão alegre com Deus pelo livramento que foi dado ao povo, que dançava alegremente e ela contagiou as outras mulheres com a sua gratidão a Deus. Ver Êxodo 15:20. A nossa gratidão também deve ser contagiante. Se estivermos sorrindo e louvando, vamos contagiar quem está ao nosso redor.

A Alegria  no Novo Testamento - O Magnificat, que é o cântico de Maria, começou com uma nota de alegria: “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador”. Luc. 1:46 e 47. No anúncio aos pastores de Belém, no primeiro natal, o anjo diz: “Não temais, eis aqui vos trago boa nova de grande alegria que será para todo o povo: é que hoje na cidade de Davi vos nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor”. Luc. 2:10 e 11. E no oriente uma misteriosa estrela sorriu nos céus para os reis magos indicando o caminho para Belém. Davi já pedia: “torna a dar-me a alegria da Tua salvação” Salmo 51:12. Certa vez, quando os discípulos de Jesus  retornaram eufóricos de uma missão, Jesus lhes disse: “Alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque vosso nome está arrolado nos céus”. Luc 10:20. A santidade de Jesus era uma santidade alegre, tanto que atraia os pecadores e as crianças. Na promessa da vinda do Espírito Santo, o Consolador, Ele promete: “A alegria que eu vos der ninguém poderá tirar”. João 16:22. Na oração sacerdotal, em João 17, Jesus ora por Seus discípulos de todas as épocas, pedindo que seu gozo seja completo neles. Entrar no reino é entrar “no gozo do Seu Senhor”.  Mat. 25:21 e 23. A ressurreição de Jesus foi pura e incontida alegria: “Alegraram-se os discípulos ao verem o Senhor”. A tristeza e a derrota deram lugar à alegria e à vitória. No Pentecostes a alegria transbordou nos corações dos crentes: “Tomavam suas refeições com alegria e singeleza de coração”. Atos 2:46. E no banquete escatológico, em Apocalipse 19, o ajuntamento universal das criaturas explode de alegria diante do trono do Cordeiro. Sim, porque afirma Paulo, “o reino de Deus não comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo”.  Rom. 14:17.

A alegria de Jesus. Jesus, em Sua vida e ministério, foi sempre alegre e esboçava sorrisos para as pessoas. Ele gostava das festas sociais. Seu primeiro milagre foi a transformação de água em vinho em Caná da Galiléia, em uma festa de casamento. Jesus gostava de uma boa comida, desde que fosse saudável, é claro, apreciava a amizade com as mulheres, homens, jovens e crianças. Ele usufruía as coisas boas e lícitas da vida. O bom humor de Cristo é revelado nos apelidos dados aos Seus discípulos e nas respostas irônicas aos Seus adversários. Ele apreciava contar histórias; e, em duas delas, a da dracma perdida e da ovelha perdida , Ele diz que os céus e os anjos de Deus se alegram quando um só pecador se arrepende. Esta alegria da salvação invade a vida terrena. As pessoas que participam de festas, o fazem porque gostam de estar no meio de pessoas. As pessoas que atraem crianças para junto de si é porque são alegres e sorriem. Jesus era assim!

Isaías 53 é uma profecia a respeito de Jesus quando estava pendurado na cruz. Especialmente os vs 2 e 3 mostram Jesus com a cara macilenta e muito triste. Segue o texto: “Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.” Isaías 53:2-3. Não podemos confundir a vida toda de Cristo, que foi cheia de alegria e com muitos sorrisos, com os momentos da sua morte. Pessoas normais não morrem sorrindo para as pessoas e dizendo: “é muito bom morrer!”

A sua alegria! A felicidade cristã não é para ser desfrutada apenas no céu, mas agora, a caminho do céu. O povo de Deus deve ser o povo mais feliz da terra. Veja esta declaração de Moisés: “Povo de Israel, como você é feliz! Não há ninguém como você, o povo que o Senhor Deus salvou. Ele é o seu escudo e a sua espada, para dar proteção e vitória a você. Israel, os seus inimigos se ajoelharão pedindo misericórdia, e você tomará posse das suas terras.” Deut .33:29.

Você é chamado para a ter a mente de Deus, em Cristo, positiva e alegre! Conhece a pequena história de um raio de luz que queria conhecer a escuridão? Ela saiu na velocidade da luz e entrou em áreas sombrias e em cavernas escuras, mas nunca conseguiu; porque onde chegava clareava tudo ao redor. Jesus disse: “ Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” Ele também disse: “Vós sois a luz do mundo…” E o mundo precisa ficar mais claro e mais belo. Leve a luz da sua alegria contra a escuridão e a tristeza que está no coração de muitas pessoas.


Luís Carlos Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário