quinta-feira, 19 de março de 2015

Casos de Ressurreições Descritos na Bíblia

Casos de Ressurreições Descritos na Bíblia

Através deste estudo pretendo mostrar 11 casos de ressurreições relatados na Bíblia e ainda mais 3 tipos de ressurreições; uma antes de Jesus voltar, outra no momento da volta de Cristo e ainda outra no fim dos mil anos, antes dos Novos Céus e Nova Terra serem criados.

O cristão vive pela fé a aceita os milagres como verdadeiros. As ressurreições fazem parte dos milagres que Deus efetua. Quase a metade dos escritos dos evangelhos e Atos mencionam os milagres realizados por Cristo e apóstolos. E o Velho Testamento também ficou marcado por muitos milagres realizados. A ressurreição de Jesus Cristo foi especial, pois tinha um propósito; salvar a humanidade dos seus pecados. Todos os que aceitam e obedecem Jesus e aceitam também a Sua morte e ressurreição estarão salvos aquando de Sua segunda volta.

Incluindo a ressurreição do nosso Senhor Jesus Cristo, a Bíblia Sagrada menciona vários casos de pessoas que ressuscitaram. Foram 11 casos:

No Velho Testamento encontramos 4 casos: A) O filho da viúva de Sarepta através de Elias. Veja o texto: “E o Senhor ouviu a voz de Elias; e a alma do menino tornou a entrar nele, e reviveu”. I Reis 17:22. B) O filho da mulher Sunamita mediante Eliseu: “Depois desceu, e andou naquela casa de uma parte para a outra, e tornou a subir, e se estendeu sobre ele, então o menino espirrou sete vezes, e abriu os olhos”. II Reis 4:35. C) O homem que foi encostado nos ossos de Eliseu. “Depois morreu Eliseu, e o sepultaram. Ora, as tropas dos moabitas invadiram a terra à entrada do ano. E sucedeu que, enterrando eles um homem, eis que viram uma tropa, e lançaram o homem na sepultura de Eliseu; e, caindo nela o homem, e tocando os ossos de Eliseu, reviveu, e se levantou sobre os seus pés”. II Reis 13:20-21. D) Moisés através de Cristo: “Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.” Judas 1:9. É por isso que Moisés veio do céu a apareceu no monte da transfiguração.

No Novo Testamento encontramos 7 casos: A) O filho da viúva de Naim por Jesus: “E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o que fora defunto assentou-se, e começou a falar.” Lucas 7:14. B) Lázaro por Jesus: “E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora. E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir. João 11:43-44. C) A filha de Jairo por Jesus: “E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto.” Marcos 5:41-42. D) Dorcas através de Pedro: “Mas Pedro, fazendo sair a todos, pôs-se de joelhos e orou: e, voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se.” Atos 9:40. E) Eutico através de Paulo: “E, estando um certo jovem, por nome Eutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto. Paulo, porém, descendo, inclinou-se sobre ele e, abraçando-o, disse: Não vos perturbeis, que a sua alma nele está”. Atos 20:9-10. F) A ressurreição de Jesus: “Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia.” Mateus 28:5-6. G) Muitos santos que haviam morrido, depois da morte de Jesus: "E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.” Mateus 27:52-53

Sem dúvidas que a ressurreição de Jesus é a mais importante de todas, pois sem ela a nossa fé não teria sentido, e com a Sua ressurreição Ele garantiu a nossa salvação e consequente ressurreição. Eis o texto: “E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. E ainda mais: os que dormiram em Cristo pereceram. Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens. Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem. I Coríntios 15.17-20.

Resta-nos explicar as 3 ressurreições registradas na Bíblia e que ainda terão lugar:

A) A primeira ressurreição ou dos salvos na volta de Cristo -  Eis alguns textos: “Mas, quando fizeres convite, chama os pobres, aleijados, mancos e cegos, e serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas recompensado te será na ressurreição dos justos.” Lucas 14:13-14.

“Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com Ele mil anos.” Apocalipse 20:6

“Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda.” I Coríntios 15:22-23

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.” I Tessalonicenses 4:16

B) A segunda ressurreição dos perdidos depois do milênio -  Eis alguns versos: “Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.” João 5:28-29

"E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo. E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram…” Apocalipse 20:1-5. 

Quando esse período de mil anos se acabar, acontecerão algumas coisas interessantes: Em primeiro lugar, os mortos perdidos de todos os tempos, juntamente com os mortos destrídos por ocasião da volta de Cristo, ressuscitarão por um pouco de tempo. Deus é claro ao dizer: “Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos.” E menciona que o número dos perdidos ressuscitados será como areia do mar. Veja este texto: “E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, e sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha.” Apocalipse 20:7-8. Evidentemente mais serão os perdidos do que os salvos.

C) Antes de Jesus voltar haverá uma ressurreição especial – De acordo com o contexto bíblico, os mortos tornarão à vida em três ocasiões diferentes. Haverá duas grandes ressurreições, como expliquei acima, separadas por um período de mil anos. Mas haverá uma terceira ressurreição; a especial em que pessoas voltarão à vida um pouco antes da segunda vinda de Jesus. De um lado, para a vida eterna, estarão pessoas que foram fiéis até à morte na defesa dos princípios do Senhor, mas que morreram sem ver Jesus voltar, são pessoas que anunciaram a volta de Cristo, mas morreram sem O ver. Jesus vai dar uma recompensa para eles; eles verão jesus voltar. De outro lado, para a vergonha eterna, estarão algumas pessoas que se destacaram como as mais acérrimas inimigas da verdade. Estas pessoas serão chamadas à vida para testemunhar o mais assombroso e o maior e mais glorioso acontecimento de todas as eras: a volta de Jesus Cristo.

De um lado estarão os que participaram na morte de Cristo e do outro lado os que morreram na mensagem e esperança do terceiro anjo que foi pregada especialmente desde 1844 em diante. Veja estes textos inspirados acerca desta ressurreição especial:

“E naquele tempo Se levantará Miguel, o Grande Príncipe, que Se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que achar-se escrito no livro. E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. Daniel 12:1-2. Esta é uma referência direta à ressurreição especial, pois a descrição refere-se ao contexto do tempo de angústia. O tempo de angústia de Jacó será entes da volta de Jesus.

“Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.” Apocalipse 1:7. Traspassar é matar. Alguns que participaram na morte de Cristo vão ressuscitar para ver Jesus voltar.

“Disse-lhe Jesus: Tu o disseste; digo-vos, porém, que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu.” Mateus 26:64. As palavras dirigidas ao sumo-sacerdote Caifás refletem esta possibilidade.

“Os mesmos que O traspassaram” (Apocalipse 1:7), os que zombaram e escarneceram da agonia de Cristo, e os mais acérrimos inimigos de Sua verdade e povo, ressuscitam para contemplá-Lo em Sua glória, e ver a honra conferida aos fiéis e obedientes.”  O Grande Conflito, 637

“Quando Cristo vier pela segunda vez, ... eles O verão como Rei do Céu. ... Então os sacerdotes e maiorais recordarão distintamente a cena na sala de julgamento. Todas as circunstâncias aparecerão diante deles como que escritas com letras de fogo.” The Signs of the Times, 17 de Janeiro de 1900.

“Abrem-se sepulturas, e “muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.” Daniel 12:2. Todos os que morreram na fé da mensagem do terceiro anjo saem do túmulo glorificados para ouvirem o concerto de paz, estabelecido por Deus com os que guardaram a Sua lei. “Os mesmos que O traspassaram” (Apocalipse 1:7), os que zombaram e escarneceram da agonia de Cristo, e os mais acérrimos inimigos de Sua verdade e povo, ressuscitam para contemplá-Lo em Sua glória, e ver a honra conferida aos fiéis e obedientes”. O Grande Conflito, 637. 

Luís Carlos Fonseca

1 comentário:

  1. É muito bom ler palavras tão animam nossa alma em tempos de perseguição e frustações, nos faz lembrar que nada é em vão que um dia a Vitória vai chegar para honra e glória do senhor Jesus.

    ResponderEliminar